ABORDAGEM DO HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE NAS ESTRATÉGIAS DE SAÚDE DA FAMÍLIA E UNIVERSIDADE ABERTA À TERCEIRA IDADE

  • Thaisa Fernanda Queiroz SOUZA Fundação Municipal de Educação e Cultura - Funec
  • Anyelle Carla CUSTÓDIO Fundação Municipal de Educação e Cultura - Funec
  • Gabriela Basso KOOS Fundação Municipal de Educação e Cultura - Funec
  • Larissa Gonçalves FREITAS Fundação Municipal de Educação e Cultura - Funec
  • Silvia Regina BENITEZ Fundação Municipal de Educação e Cultura - Funec
  • Ana Paula Gonçalves FERREIRA Fundação Municipal de Educação e Cultura - Funec
Palavras-chave: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, AIDS, Idoso, Prevenção de doenças

Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo investigar o conhecimento dos idosos das Estratégias de Saúde da Família (ESFs) e da Universidade Aberta a Terceira Idade (UNATI) acerca do HIV/AIDS. Trata-se de uma pesquisa descritiva, quantitativa onde foi aplicado um formulário antes da educação em saúde realizada com os idosos. A maioria dos idosos entrevistados possui somente o ensino fundamental 37 (74%); em relação as formas de transmissões da doença, 84% dos entrevistados desconhecem que o HIV/AIDS atinge os idosos e relatam apresentar conhecimento sobre a doença, porém quando indagados a respeito dos sintomas, desconhecem. Referente à transmissão do vírus, 50% dos entrevistados acreditam que a contaminação se dá por meio de compartilhamentos pessoais, picadas de mosquito e contaminação por aproximação de indivíduos infectados. O HIV/AIDS no envelhecimento necessita de um maior aprofundamento com intuito de fornecer subsídios, tanto para cuidados com os portadores do vírus, como para o desenvolvimento de ações e programas de prevenção.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico – AIDS e DST. V.13 2007. Disponível em: . Acesso em: 30 ago. 2007.

BRASILEIRO, M.; FREITAS, M. I. F. Representações sociais sobre aids de pessoas acima de 50 anos de idade, infectadas pelo HIV. Revista Latino Americana de Enfermagem. Ribeirão Preto, v. 14, n. 5, p. 789-95. 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2015.

FONSECA, M. G. et al. Aids and level of education in Brazil: temporal evolution from 1986 to 1996. Caderno Saúde Pública, v.16 (Supl. 1), p.77-87, 2000. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2015.

GOMES, S. F.; SILVA, C. M. Perfil dos idosos infectados pelo HIV/AIDS: uma revisão. Vittalle, Rio Grande, v.20, n.1, p.107-122, 2008. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2015.

HENDERSON, S. et al. Older women and HIV: how much do they know and where are they getting their information? Journal of the American Geriatrics Society, v.52, n.9, p.1549-43, September, 2004. Disponível em: . Acesso em: 30 maio 2015.

INELMEN, E. M.; GASPARINI, G.; ENZI, G. HIV/AIDS in older adults. A case report and literature rewiew. Geriatrics, v.60, n.9, p.26-30, Sept., 2005. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2015.

MEDEIROS, K. C. et al. Aids information among elderly people attending the health family program in Brazil. Geriatrics and Gerontology, v.2, n.2, p.53-58, 2008.

MELO, H. M. A. et al. O conhecimento sobre Aids de homens idosos e adultos jovens: um estudo sobre a percepção desta doença. Universidade Federal de Pernambuco. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.17, n.1, p.43-53, 2012. Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2015.

ZORNITA, M. Os novos idosos com AIDS: sexualidade e desigualdade à luz da bioética. 2008. 102 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2008. Disponível em: . Acesso em: 17 maio 2015.
Publicado
2018-03-22
Como Citar
SOUZA, T. F., CUSTÓDIO, A. C., KOOS, G., FREITAS, L., BENITEZ, S., & FERREIRA, A. P. (2018). ABORDAGEM DO HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE NAS ESTRATÉGIAS DE SAÚDE DA FAMÍLIA E UNIVERSIDADE ABERTA À TERCEIRA IDADE. UNIFUNEC CIÊNCIAS DA SAÚDE, 1(2), 4-13. https://doi.org/10.24980/rfcenf.v1i2.2186