PAVIMENTO INTERTRAVADO UTILIZANDO RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

ESTUDO DAS PROPRIEDADES MECÂNICAS

  • Cleiton João Mendes UNESP
  • Ivan César Previato LUCHETI
  • Odair JÚNIOR PASTORIN
Palavras-chave: Resíduos sólidos. Intertravado. Reciclagem. Construção civil. Sustentável.

Resumo

No mundo contemporâneo, a escassez de matéria-prima causada pelo extrativismo inconsciente ao longo dos anos proporciona uma preocupação constante com a busca de novos materiais, do mesmo modo, tenta-se encontrar soluções viáveis para a destinação dos resíduos sólidos provenientes da construção civil, gerados pelo desenvolvimento social da humanidade. Assim, esta pesquisa visa à criação de novos conceitos utilizando resíduos sólidos reciclados provenientes da construção civil para a substituição de materiais extraídos de jazidas naturais, objetivando a inclusão de um ciclo sustentável para o desenvolvimento urbano por meio da confecção de blocos de concreto do tipo intertravado para pavimentação, substituindo-se os agregados tradicionais por agregados reciclados, obtidos por meio do processo de reciclagem dos resíduos sólidos da construção civil. Foram realizados ensaios técnicos a fim de verificar as propriedades mecânicas dos blocos de concreto, compostos por diferentes combinações de materiais, buscando compor um concreto que atenda as expectativas de aplicabilidade. Concluiu-se, no ensejo desta pesquisa, que a substituição da areia média lavada por areia de resíduos sólidos na confecção dos blocos torna-se plausível para a utilização dos mesmos em passeios públicos voltados ao tráfego de pedestres, retirando-se, deste modo, do meio ambiente, os resíduos antes inservíveis, transformando-os em benefícios urbanísticos de maneira sustentável.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 9781: Peças de concreto para pavimentação – Especificação e métodos de ensaio, Rio de Janeiro, 2013.

BERTOLDO, A.S. Viabilidade técnica da utilização de concretos com agregados reciclados de resíduos de construção e demolição. Revista IGAPÓ. Janeiro 2009. Disponível em: <http://200.129.168.183/ojs/index.php/igapo/article/viewFile/214/179>. Acesso em: 19 abr. 2016.

BRASIL. 2012. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicado. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/relatoriopesquisa/120911_relatorio_construcao_civil.pdf> Acesso em: 19 abr.2016.

BRASIL. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS NBR 9781, DE 07 DE FEVEREIRO DE 2013. Peças de concreto para pavimentação – Especificação e métodos de ensaio. Disponível em: < http://sinprocim-es.org.br/download/NORMA%20ABNT%20NBR%209781%20PISOS.pdf>. Acesso em: 19 abr. 2016.

BRASIL. RESOLUÇÃO Nº 307, DE 5 DE JULHO DE 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/legislacao/CONAMA_RES_CONS_2002_307.pdf>. Acesso em: 01 mai. 2016.

BRASIL. RESOLUÇÃO Nº 348, DE 16 DE AGOSTO DE 2004. Altera a Resolução CONAMA nº 307, de 5 de julho de 2002, incluindo o amianto na classe de resíduos perigosos. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=449>. Acesso em: 01 mai. 2016.

BUTLLER, A.M. Agregados reciclados na produção de artefatos de concreto. Revista do Concreto – IBRACON. Fevereiro de 2005: 26 -29.

CAVALCANTI, E. C. M. 2011 - Pavimentação intertravada: Utilização de resíduo de construção e demolição para fabricação e assentamento de pavers. Disponível em: < http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2011/anais/arquivos/RE_0111_0102_01.pdf> Acesso em: 19 abr.2016.

JOHN, V.M; AGOPYAN. V. Reciclagem de resíduos da construção. In: SEMINÁRIO DE RESÍDUOS SÓLIDOS, 1. 2000. São Paulo. Anais...São Paulo: CETESB, 2000. Disponível em:<http://www.reciclagem.pcc.usp.br>.Acesso em: 19 abr. 2016. 12 p.

KARPINSK, L. A. et al. Gestão diferenciada de resíduos da construção civil: uma abordagem ambiental. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009.

MATTOS, M. L.Revista Casa e Construção, 2008. São Paulo, n.37, p.60-63, (s/d).

NUPEM. 2011. Revista NUPEM, Campão Mourão, v.3, n. 5, ago/dez. 2011. Disponível em: < http://www.fecilcam.br/revista/index.php/nupem/article/viewFile/72/41> Acesso em: 19 abr.2016.

PINTO, T. P. Manejo e gestão de resíduos da construção civil. Brasília: CEF, 2005. v. 1. 196 p. (Manual de orientação: como implantar um sistema de manejo e gestão nos municípios, v. 1).

PUCCI. 2006 - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicado. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/relatoriopesquisa/120911_relatorio_construcao_civil.pdf> Acesso em: 19 abr.2016.

SANTOS, J.R. Betão com agregados grossos reciclados de betão. São Paulo.SP. Revista Concreto, ISSN 1806-9673. IBRACON-Instituto Brasileiro do Concreto. 2005, p. 10-14.

VIERIA, P.F. Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos. Maio 2014. Disponível em: <http://www.capanema.pr.gov.br/data/download.php?file=../arquivos/bibliotecaarquivos/diagnostico_capanema_1412792346.pdf>. Acesso em: 26 abr. 2016.

Publicado
2018-10-24
Como Citar
Mendes, C., LUCHETI, I., & PASTORIN, O. (2018). PAVIMENTO INTERTRAVADO UTILIZANDO RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL. REVISTA FUNEC CIENTÍFICA - MULTIDISCIPLINAR - ISSN 2318-5287, 7(9). https://doi.org/10.24980/rfcm.v7i9.2817