RECONSTITUIÇÃO HISTÓRICA DA ALTERAÇÃO DE PAISAGEM NA ORLA DOS MUNICÍPIOS DE RUBINÉIA, SANTA FÉ DO SUL E REGIÃO

  • Robson de Jesus NONES
  • Cibele Cristina Gomes RABELLO
  • Sandro Alves CORRÊA
  • Georgea Suppo Prado VEIGA
Palavras-chave: Educação ambiental, Percepção ambiental, Planejamento local, Hidroelétrica, Impactos socioambientais

Resumo

Em função dos impactos ocorridos na década de 1970 pela construção do complexo de hidroelétricas Urubupungá, associados à necessidade da participação da população em projetos de desenvolvimento local, o presente trabalho buscou conhecer o processo de ocupação dos municípios de Rubinéia e Santa Fé do Sul – SP, localizados na orla do Rio Paraná. O objetivo do estudo é conhecer o processo de alteração de paisagem e seus reflexos na vida da população por meio da percepção dos moradores de longa data da região. A pesquisa foi realizada através de entrevistas (depoimentos pessoais) que foram posteriormente transcritas e submetidas à análise de conteúdo para criação de categorias de análise. Os resultados revelaram alterações significativas na relação dos moradores com o lugar determinadas pelas alterações no espaço provocadas pela construção da hidroelétrica em questão. Tais alterações podem ser correlacionadas, ainda, a aspectos sociais e políticos revelados nos depoimentos em função do direcionamento dado ao processo de desenvolvimento nacional focado na geração de energia. Pode-se constatar que a construção da hidroelétrica influenciou o êxodo e a emigração; a perda de biodiversidade; a alteração de paisagem; a topofilia e a topofobia; a utilização e a perda de recursos naturais; a valoração e o reflorestamento, elementos aqui considerados como categorias de análise. Com este estudo, resgataram-se as alterações socioambientais ocorridas pós-represamento podendo ser utilizadas como base para elaboração de planejamento local e/ou trabalhos de Educação Ambiental na região. Conclui-se que o processo de construção da hidroelétrica foi realizado sem que houvesse a participação da população local e de maneira arbitrária o que provocou a perda de elementos históricos e culturais sobre os quais se apoia a identidade de um povo. 

Referências

BACHELARD, G. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Rio de Janeiro: 1977. (Edições 70).

BONESIO, L. Oltre il paesaggio. I luoghi tra estetica e geofilosofia. Casalecchio, Arianna Editrice, 2002.

CALAZANS, N. C. A. A dinâmica sócio­espacial na orla do rio Paraná e o ordenamento do território pelo turismo: a Estância Turística de Santa Fé do Sul/SP. 2008. 143 f. Dissertação de mestrado (Mestrado em Geografia) UFMS, Aquidauana, 2008.

CORRÊA, S. A. Percepção ambiental nos históricos de mudança de paisagem no entorno do parque Estadual da Serra de Caldas- Caldas Novas- GO-2008. 210 f. Tese de doutorado (Doutorado em Ciências Ambientais) UFGO, Goiânia. 2008.

GOMES, R. A análise de dados em pesquisa qualitativa. In: MINAYO, M. C. de S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 1994. p. 67-79.

HISTÓRIA da cidade- Rubinéia. Disponível em: <http://www.ferias.tur.br/informacoes/9577/rubineia-sp.html>. Acesso em: 28 out. 2009.

HISTÓRIA da cidade- Santa Fé do Sul. Disponível em: <http://www.citybrazil.com.br/sp/santafesul/historia-da-cidade>. Acesso em: 28 out. 2009.

LITTLE, P. E. A difícil sustentabilidade, Políticas Energéticas e conflitos Ambientais. 2. ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2001, p. 110-115.

MARIN, A. A. Percepção ambiental e imaginário do paraíso de moradores do município de Jardim/MS. OLAM Ciência e Tecnologia, Rio Claro, v.3, n.1, set. 2003.

QUEIROZ, M. I. P. de. Relatos orais: do “indizível” ao “dizível”. In: Von SIMSON, O. R.M (Org.). Experimentos com histórias de vida (Itália Brasil). São Paulo: Vértice, 1988. p 14-43.

RELPH, E. C. As Bases fenomenológicas da geografia. Geografia, v.4, n.7, 1979. p.125,

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 3.ed. São Paulo: Hucitec, 1999.

SOUSA, W. L. de. Impacto ambiental de hidrelétricas: uma análise comparativa de duas abordagens. 2000. 160 f. Dissertação de mestrado (Mestrado em Ciências em Planejamento Energético) URFJ, Rio de Janeiro: 2000.

TUAN, Y. Topofilia. São Paulo: Difel, 1980, p. 288.

Publicado
2018-11-12
Como Citar
de Jesus NONES, R., Gomes RABELLO, C. C., Alves CORRÊA, S., & Suppo Prado VEIGA, G. (2018). RECONSTITUIÇÃO HISTÓRICA DA ALTERAÇÃO DE PAISAGEM NA ORLA DOS MUNICÍPIOS DE RUBINÉIA, SANTA FÉ DO SUL E REGIÃO. REVISTA FUNEC CIENTÍFICA - MULTIDISCIPLINAR - ISSN 2318-5287, 7(9). https://doi.org/10.24980/rfcm.v7i9.3355

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##