INVENTARIAMENTO DA ANUROFAUNA DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SANTA FÉ DO SUL – SP

  • Geovanna Carla Zacheo COELHO
  • Isabela Cristina Ferreira SILVA
  • Renan Alex LEÃO
  • Eliana do Amaral GIMENEZ
Palavras-chave: Anurofauna, Inventariamento, Santa Fé do Sul-SP

Resumo

O conhecimento da anurofauna de uma localidade é de extrema importância, uma vez que, esses organismos possuem um grande valor ecológico, sendo, elementos importantes nas cadeias e teias alimentares e considerados bioindicadores de qualidade ambiental. Com o intuito de observar a diversidade de espécies de anuros existentes na Estância Turística de Santa Fé do Sul, localizada na região noroeste do Estado de São Paulo, uma vez que a região é desprovida em inventariamento e conhecimento da anurofauna, e isto são de máxima urgência devido à rapidez de desaparecimento e alterações que atingem os ecossistemas naturais. Foi realizado o levantamento em 5 corpos d’águas, entre agosto de 2013 a abril de 2014 totalizando nove meses de estudo, utilizado como metodologia  a busca ativa visual, através de caminhadas aleatórias pelas áreas de estudo, que consiste em procurar e registrar anfíbios em todos os possíveis microambientes, realizando a captura de imagens e registro sonoro e quando necessário, para melhor identificação a captura de alguns exemplares. Foram registradas 11 espécies de anfíbios anuros, distribuídos em 5 famílias (Bufonidae, Hylidae, Leiuperidae, Leptodactylidae  e Microhylidae). As localidades que tiveram menor índice de incidência foram às de grandes influências antrópicas, decorrente das modificações causadas pela urbanização crescente. As informações obtidas resultaram em uma amostra da anurofauna local, apresentando uma lista de dados descritivos e uma análise da variabilidade de espécies nas áreas estudadas.

Referências

ALDROVANDI, C. Dentaduras completas. 2. ed. Rio de Janeiro: Cientifica, 1960.

BANSAL, J.; KEDIGE, S. D.; ANAND, S. Hyaluronic acid: a promising mediator for periodontal regeneration. Indian Journal Of Dental Research, India, n. 21, p.575-578, 2010.

BARBOSA, T. P. M. et al. Anatomia para-protética: importância em prótese total. Revista Odontológica de Araçatuba, Araçatuba, v.25, n.1, p.57-64, jan./jun. 2004.

BRASIL. Ministério da Saúde. SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2017.

BERTOLAMI, C.N.; BERG, S.; MESSADI, D.V. Binding and internalization of hyaluronate by human cutaneous fibroblasts. Matrix, v.11, p. 11-21, 1992.

BUNASHI, A. Easy Esthetic Mock-Up. E-journal Of Dentistry. State Of Kuwait, p. 104-106, out. 2011.

FRASER, J. R. E.; LAURENT, T. C.; LAURENT, U. B. G. Hyaluronan: its nature, distribution, functions and turnover. Journal of Internal Medicine, v. 242, n. 1, p. 27-33, 2007.

GOLDSTEIN, R. A estética em odontologia. 2. ed. São Paulo: Santos, 2004.

MAGNE, P.; BELSER, U. Restaurações adesivas de porcelana na dentição anterior: uma abordagem biomimética. São Paulo: Quintessence, 2003.

MALLMANN, F. H. et al. Perfil epidemiológico do uso e necessidade de prótese dentária em indivíduos de 50-70 anos de idade, residentes em três „Distritos Sanitários‟ de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, em 2008. Epidemiologia Serviço de Saúde, Brasília, v. 21, n. 1, p. 79-88, jan/mar. 2012 apud PATEL, F. S. Uso e necessidade de prótese dentária em Florianópolis e no Brasil. Trabalho de conclusão de curso-Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Florianópolis, 2015. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2017.

MELLO SPOSITO, M. Toxina botulínica tipo A - propriedades farmacológicas e uso clinico, Acta Fisiátrica, Spp. n.1, p1-38, 2004.

NOBLE, P. W.; LIANG, J.; JIANG, D. Hyaluronan as an immune regulator in human diseases. Physiological Reviews, v. 91, n.1, p. 221-264, 2011.

OCCHIPINTI FILHO, C. O uso de preenchedores faciais x combate ao envelhecimento facial. 2010. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Estética Avançada em Medicina de Rejuvenescimento) - Universidade Tuiuti do Paraná – fcbs, Curitiba, 2010. Disponível em: acesso em: 15 de ago. 2017.

PANTANO, M.; FRANÇA, S. Botox e ácido hialurônico começam a ganhar espaço nos consultórios dos cirurgiões-dentistas. APCD Jornal, São Paulo, p. 20-21, Jun. 2011.

PATEL, F. S. Uso e necessidade de prótese dentária em Florianópolis e no Brasil. Trabalho de conclusão de curso-Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Florianópolis, 2015. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2017.

PRETEL, H. et al. Restauração em estética orofacial: um novo conceito multidisciplinar. Dental Tribune Brazilian Edition, Araraquara, p. 6-7, jan. 2013.

SALLES, A. G. et al. Avaliação clínica e da espessura cutânea um ano após preenchimento de ácido hialurônico. Trabalho realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, São Paulo, v.26, n.1, p. 66-9, 2011.

SHIBAYAMA, R. et al. Próteses totais imediatas convencionais. Revista Odontológica de Araçatuba, v.27, n.1, p. 67-72, jan./jun. 2006.

TURANO, J. C. Fundamentos de prótese total. 4. ed. São Paulo, SP: Quintessence, 1998.

TURANO, J. C.; TURANO, L. M. Fundamentos de prótese total. São Paulo: Quintessence, 1998.

VOLPATO, C. A. M. et al. Próteses odontológicas: uma visão contemporânea - fundamentos e procedimentos. São Paulo: Santos, 2012.

ZAGUI, R. M. B.; MATAYOSHI, S. M.; CASTELO, F. Efeitos adversos associados à aplicação de toxina botulínica na face: Revisão Sistemática com meta-análise. Arquivo Brasileiro de Oftalmologia, São Paulo, v. 71, n. 6, p. 894-901, 2008.
Publicado
2018-03-21
Como Citar
Zacheo COELHO, G. C., Ferreira SILVA, I. C., LEÃO, R. A., & do Amaral GIMENEZ, E. (2018). INVENTARIAMENTO DA ANUROFAUNA DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SANTA FÉ DO SUL – SP. REVISTA FUNEC CIENTÍFICA - MULTIDISCIPLINAR - ISSN 2318-5287, 6(8), 75-85. https://doi.org/10.24980/rfcm.v6i8.2379
Seção
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE