[1]
F. Cristina Quiozini BARATELLI e L. Renata Rondina STEFANONI, A (IM)POSSIBILIDADE DA DESCRIMINALIZAÇÃO DO DESACATO A AUTORIDADE, AFICF, vol. 8, nº 8, maio 2018.