ESTUDO DO USO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) COMO AGREGADO NA CONSTITUIÇÃO DE CONCRETO PARA APLICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

  • Milena de Campos FREITAS
  • Caroline JOSÉ
  • Vanessa Berlutti MASCHIO
  • Claudia Scoton Antônio MARQUES
Palavras-chave: Resíduos de construção. Resíduos de demolição. Concreto. Resistência.

Resumo

INTRODUÇÃO: Os resíduos de construção e demolição (RCD) são responsáveis por um expressivo montante do volume total de resíduos sólidos urbanos gerados pela população. Sua aplicação, como agregados, tem sido objeto de inúmeras pesquisas que procuram identificar suas características, desempenho e limitações, ajudando assim a diminuir os custos com o gerenciamento desses resíduos que são, na maioria das vezes, descartados em locais inapropriados, causando danos ao meio ambiente e à saúde pública. OBJETIVO: O presente trabalho tem como objetivo realizar a comparação da resistência entre o concreto não estrutural executado com agregado graúdo natural e o concreto com agregado de RCD. METODOLOGIA: Para se atingir o objetivo da pesquisa foi feita uma pesquisa bibliográfica utilizando fontes técnico-científicas e, uma análise experimental, em laboratório, seguindo as normas da ABNT para concreto, a fim de verificar as resistências à compressão do concreto com brita e com RCD. RESULTADO: Com os dados obtidos em laboratório puderam ser feitas as análises da resistência à compressão para cada tipo de concreto e, assim, comparar os resultados. Notou-se que a utilização do RCD, na substituição de 15% de brita 1 no traço de concreto não estrutural, manteve a mesma resistência do concreto, já para 100% de RCD, o concreto não obteve a mesma resistência. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a utilização do agregado graúdo de RCD em substituição ao agregado natural é viável para concretos não estruturais, isso proporciona benefícios para a gestão dos resíduos urbanos provenientes das construções civil. Assim, fica claro que a reciclagem e reuso de resíduos contribui para o desenvolvimento sustentável, mas é imprescindível políticas públicas voltadas para o uso, além de normas específicas para reutilização de RCD na construção civil. É necessário também o incentivo de sua inserção não só na administração pública, mas também no mercado privado, para que assim sejam totalmente absorvidos pelo mercado.

Publicado
2018-05-25
Como Citar
FREITAS, M., JOSÉ, C., MASCHIO, V., & MARQUES, C. (2018). ESTUDO DO USO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) COMO AGREGADO NA CONSTITUIÇÃO DE CONCRETO PARA APLICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3252