ESTUDO COMPARATIVO ENTRE LAJES BUBBLEDECK E LAJES MACIÇAS EM UMA EDIFICAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO EM UM PROJETO ESTRUTURAL

  • Arnaldo Suzini POLETO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Luiz Henrique dos Santos GOMES Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Diego Fernando Bertipaglia de SOUZA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Claudia Scoton Antônio MARQUES Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Laje, Bubbledeck, Maciça, Projeto estrutural

Resumo

INTRODUÇÃO: A utilização da laje maciça é muito comum no Brasil, devido à facilidade de encontrar mão de obra para execução. Contudo, este tipo de laje pode possuir limitações em grandes vãos, pois pode vir a ter grandes espessuras e, sendo assim, a maior parte do carregamento passa a ser constituído por seu peso próprio, muitas vezes tornando-a inviável economicamente. A laje Bubbledeck foi desenvolvida na Dinamarca pelo engenheiro Jorgen Breuning na década de 80, com o propósito de otimizar o uso do concreto, empregando-o apenas onde desempenha função estrutural, a fim de diminuir o peso próprio da estrutura e perdas de materiais, reduzir custo, evitando as limitações de uso em grandes vãos, além da agilidade construtiva. É um sistema inovador, porém pouco difundido no Brasil. OBJETIVO: Este trabalho tem como objetivo estudar a viabilidade do emprego da laje com a tecnologia Bubbledeck para uma proposta de edificação com seis andares por meio de um projeto estrutural. METODOLOGIA: A metodologia caracterizou-se por um estudo de caso por abordar uma análise detalhado sobre as lajes Bubbledeck, dimensionando-a e verificando seus resultados para o projeto proposto. Aliado a isso, fez-se uma pesquisa bibliográfica por meio de livros, teses, e normas especializadas em concreto armado. RESULTADO: A laje Bubbledeck apresentou em relação a maciça, uma redução de 27,30% no volume de concreto, bem como no número de barras de aço, alcançado uma economia no custo total de concreto armado de 29,03%. CONCLUSÃO: A laje Bubbledeck, apesar de ter apresentado maior economia em relação a maciça proporcionando redução do volume de concreto, permitiu a otimização da mão de obra e menor consumo de aço. Desta forma, qualitativamente é a solução que apresentou-se como a mais adequada.

Publicado
2018-05-25
Como Citar
Suzini POLETO, A., dos Santos GOMES, L. H., Bertipaglia de SOUZA, D. F., & Antônio MARQUES, C. S. (2018). ESTUDO COMPARATIVO ENTRE LAJES BUBBLEDECK E LAJES MACIÇAS EM UMA EDIFICAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO EM UM PROJETO ESTRUTURAL. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3248