IMPLANTAÇÃO DE PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇO DE SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA

  • Jéssica de Paula da SILVA SILVA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Solange Moreira Silva SANTOS Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Rafael Guerra de AQUINO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Gerenciamento de resíduos, Serviço de Saúde, Enfermagem

Resumo

INTRODUÇÃO: Trata-se de um relato de experiência, cuja o objetivo foi descrever a
implantação, na atenção básica, do Plano de Gerenciamento dos Resíduos Sólidos de Saúde
(PGRSS), os resultados obtidos serviram para apontar e descrever ações relativas ao manejo
de resíduos sólidos, que corresponde às etapas: segregação, acondicionamento, coleta,
armazenamento, transporte, tratamento e disposição final. OBJETIVO: Descrever a
implantação do programa plano de gerenciamento de resíduos de serviço de saúde em uma
unidade básica de saúde de Santa Fé do Sul - SP. METODOLOGIA: O levantamento de
dados do estudo foi realizado a partir da pesagem dos resíduos de uma UBS (Unidade Básica
de Saúde), bem como análise da gestão a partir da legislação vigente, a revisão de literatura
foi realizada a partir de artigos científicos, publicados em periódicos nacionais em Língua
Portuguesa entre os anos de 2013 e 2017, indexados nas Bases de Dados da Biblioteca Virtual
em Saúde/BIREME. RESULTADO: O Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviço de
Saúde (PGRSS) é elaborado seguindo as Diretrizes da RDC/ANVISA n°306 e Resolução
CONAMA n° 358, Decretos, Leis e Normas Técnicas Aplicáveis e é obrigatório para serviço
de saúde humana ou animal. Identificou-se a segregação como ponto crítico para a
implantação do plano, e foi proposta uma educação em saúde para os colaboradores sobre as
etapas do manejo. CONCLUSÃO: O destino final dos resíduos constitui a etapa que apresenta
maiores impasses na busca de soluções, pois gera implicações no gerenciamento adequado
por parte da maioria dos municípios brasileiros,que nem tratam nem destinam adequadamente
os seus resíduos sólidos, encaminhando-os para os "lixões", dispondo-o juntamente com os
resíduos oriundos dos estabelecimentos de saúde. As implicações decorrentes desta prática
afetam o meio ambiente, pela contaminação das coleções hídricas, o solo, o ar, pela queima a
céu aberto e o expõe à ação dos catadores.

Publicado
2018-05-24
Como Citar
SILVA, J. de P. da S., SANTOS, S. M. S., & AQUINO, R. G. de. (2018). IMPLANTAÇÃO DE PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇO DE SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3215