EFICÁCIA DA PROFILAXIA PRÉ-EXPOSIÇÃO (PREP) PARA PESSOAS NÃO INFECTADAS PELO HIV QUE MANTÊM RELAÇÕES DE RISCO

  • Gustavo SCHIAVINATO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Ana Caroline Costa CAPELLI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Adriana Luiz Sartoreto MAFRA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Profilaxia, HIV, Redução, Risco

Resumo

INTRODUÇÃO: A profilaxia pré-exposição ao HIV (PrEP) consiste no uso de um
medicamento antirretroviral - TRUVADA, que tem a finalidade de reduzir o risco de adquirir
a infecção pelo HIV. O uso do PrEP é uma estratégia de prevenção combinada que tem como
objetivo diminuir novas infecções pelo HIV e contribuir para o alcance do fim da epidemia.
OBJETIVO: O objetivo do estudo é verificar a eficácia da PrEP combinada a outras medidas
profiláticas. METODOLOGIA: Para alcançar os objetivos propostos, realizou-se uma
pesquisa de revisão de literatura nas bases do The New EnglandJournalof Medicine.
RESULTADO: No estudo iPrEx, foram selecionados 2.499 homens e mulheres trans
soronegativas que se relacionavam com homens e tinham alto risco de aquisição do HIV.
Durante 30 dias, por 21 meses e com acompanhamento mensal, um grupo de pessoas
receberam o medicamento PrEP, e o outro grupo receberam placebo. As pílulas eram iguais
de forma que ninguém sabia qual delas estava tomando. Ao final da pesquisa, 100 pessoas
foram infectadas, 36 no grupo do PrEP e 64 no grupo de placebo. A redução de incidência
pelo HIV foi de 95% em participantes com níveis sanguíneos detectáveis da medicação,
evidenciando que a eficácia da profilaxia está fortemente relacionada a adesão. Em outros
estudos realizados como o PartnersPrEP e o IPERGAY, os resultados alcançados foram os
mesmos, comprovando a eficácia do tratamento profilático pré exposição. CONCLUSÃO:
Concluiu-se que o uso desta terapia é eficaz uma vez que seja cumulado com outras medidas
profiláticas como o uso do preservativo e uma boa adesão ao medicamento.

Publicado
2018-05-24
Como Citar
SCHIAVINATO, G., CAPELLI, A. C. C., & MAFRA, A. L. S. (2018). EFICÁCIA DA PROFILAXIA PRÉ-EXPOSIÇÃO (PREP) PARA PESSOAS NÃO INFECTADAS PELO HIV QUE MANTÊM RELAÇÕES DE RISCO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3210