CULTURA E CUIDADO NO CONTEXTO FAMILIAR

  • Gustavo SCHIAVINATO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Bruna Santana de SOUZA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Jayne Moreira SERVINO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Ana Caroline Costa CAPELLI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Regina Maria de SOUZA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Cultura, Cuidado, Família

Resumo

INTRODUÇÃO: No que se refere ao cuidado, este pode ser definido na perspectiva da
solidariedade e do afeto de um indivíduo por outrem, mas também como resultado de um
conjunto de habilidades técnicas próprias da área de saúde, que incluem o domínio das
reações próprias da fisiologia humana, a interação com fármacos e as práticas de
maximização da qualidade de vida do paciente. OBJETIVO: Analisar e discutir a relação
direta que existe entre os aspectos culturais de uma população e as práticas de cuidados
adotadas no âmbito familiar. METODOLOGIA: O trabalho foi desenvolvido por meio de
método bibliográfico, com consulta a livros e artigos científicos de referência para a temática,
sendo utilizada a base de dados Scielo e Google Acadêmico. RESULTADO: O cuidador
constitui-se no indivíduo que se envolve no ato de cuidar de outrem, aprendendo ao colocar
em prática as técnicas que são próprias de sua área de formação, como a Enfermagem. Na
família, o cuidado adquire um significado específico, pois o cuidador apresenta vínculo
afetivo com o doente e utiliza, na prática do cuidado, informações que são provenientes da
tradição familiar. Assim, o cuidador precisa mediar as demandadas familiares com as rotinas
próprias da área de saúde. No contexto familiar existem componentes essenciais para o
cuidado: cognição, comportamento e sentimentos. A cognição contempla opiniões, crenças,
educação familiar. O comportamento mostra como a família interage e os sentimentos
preconizam a resolução de conflitos familiares. CONCLUSÃO: A doença modifica rotinas
familiares, emergindo a prioridade na adoção de tratamentos, fortalecendo-se as relações com
profissionais e serviços de saúde. Quando os profissionais de saúde tentam impor seus
métodos acima de valores e crenças da família, acabam gerando um distanciamento desses
membros com as unidades de saúde, o que precisa ser revertido. É elementar adotar os
cuidados adequados no âmbito da saúde, respeitando a cultura familiar do cuidado.

Publicado
2018-05-22
Como Citar
SCHIAVINATO, G., SOUZA, B. S. de, SERVINO, J. M., CAPELLI, A. C. C., & SOUZA, R. M. de. (2018). CULTURA E CUIDADO NO CONTEXTO FAMILIAR. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3206