EFEITOS DE ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NA ACIDEZ DO SOLO

  • Hellena Maria dos Santos MIRANDA
  • Larissa Maiara Gomes DURAN
  • João Marcos Martins BUSINARO
  • Douglas Costa MARTINS
Palavras-chave: Acidez do solo, Cloreto de cálcio, Água, Fertilizante, Adubação química

Resumo

INTRODUÇÃO: O solo é um recurso básico e essencial para o cultivo de alimentos, porém, a sua composição química e física interfere diretamente no desenvolvimento das plantações, pois, as quantidades de nutrientes presentes refletem na produção agrícola. Várias técnicas foram desenvolvidas para alterá-lo e adequá-lo para as plantações, como por exemplo, o uso de fertilizantes e o calcário. OBJETIVO: O objetivo desse trabalho é analisar os efeitos da adubação química e orgânica sobre o potencial hidrogeniônico do solo (acidez ativa do solo). METODOLOGIA: O trabalho foi conduzido no Núcleo de Ensino Pesquisa e Extensão (NEPE) da FUNEC, instalado no município de Santa Fé do Sul-SP. Como tratamentos, foram utilizados o fertilizante orgânico na dose de 50 t ha-1 e o adubo químico na dose de 600 kg ha-1 de NPK, de acordo com o delineamento estatístico casualizado, sendo deixado um solo testemunha, sem aplicação dos insumos. Foram construídas um total de 12 parcelas experimentais, possuindo  um tamanho de 2 m de comprimento , 1 m de largura e 15 cm de altura. Os tratamentos foram inoculados e permaneceram incubados por um período de 20 dias. Após a incubação, realizou-se a coleta nas profundidades de 10 e 20 cm e na determinação da acidez ativa do solo utilizou-se H2O e CaCl2 0,001 mol L-1, conforme a metodologia do EMBRAPA. RESULTADO: A acidez ativa determinada em água não apresentou significância estatística na profundidade de 10 cm na determinação realizada em água e cloreto de cálcio. Na profundidade de 20 cm, houve um aumento significativo na acidez ativa quando utilizou fertilizante orgânico, apresentando um pH=7,03, e os demais tratamentos apresentaram pH= 6,4. Isto se repetiu quando utilizou o reagente cloreto de cálcio, fertilizante orgânico, apresentando pH= 6,8, e os outros pH= 5,6. CONCLUSÃO: Conclui-se que a utilização de fertilizante químico aumenta a acidez ativa do solo na profundidade de 20 cm.

Publicado
2018-05-22
Como Citar
dos Santos MIRANDA, H. M., Gomes DURAN, L. M., Martins BUSINARO, J. M., & Costa MARTINS, D. (2018). EFEITOS DE ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NA ACIDEZ DO SOLO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3199