EDIFÍCIOS UNIFAMILIARES E MULTIFAMILIARES ECOLOGICAMENTE SUSTENTÁVEIS

  • Letícia Pereira MARCHI
  • Bruno Henrique PINTO
Palavras-chave: Construção civil. Edifícios sustentáveis.

Resumo

INTRODUÇÃO: Nos últimos anos os problemas ambientais decorrentes da construção civil têm sido discutidos fortemente, devido ao consumo e ao desperdício desenfreado de materiais. Buscam-se alternativas que levam ao desenvolvimento sustentável, no meio da construção civil, arquitetura e urbanismo, materiais de construção como palha, tijolo ecológico e concreto reciclado, e sua implementação em edifícios ecologicamente eficientes. OBJETIVO: Discutir sobre os efeitos causados pelas edificações sustentáveis, seja no conforto diário trazido por materiais de construção da edificação, que auxiliam com o isolamento acústico e térmico ou até mesmo na economia doméstica, com alternativas como, reaproveitamento de água, e aquecimento solar podem trazer aos seus habitantes. METODOLOGIA: Este trabalho consiste em uma revisão bibliográfica, que busca por meios de pesquisa de materiais impressos e digitais de vários autores, abranger diversas opiniões sobre materiais e métodos utilizados no meio das construções sustentáveis. RESULTADO: Deste modo, a pesquisa apresenta diversos recursos disponíveis para construção de edifícios sustentáveis como: palha, tijolo, ecológico e concreto reciclado, há também algumas alternativas sustentáveis como o telhado verde, o reaproveitamento de água da chuva e o mais usado no país o aquecimento solar. Porém mostra-se também que no Brasil, boa parte da população não entende o quão importante são esses recursos. Devido a falta de mão de obra especializada para manipular certos materiais e a falta de informação sobre estes, os consumidores têm receio de investir nesses tipos de alternativas. Projetos de edifícios populares fornecidos pelo governo com sistema de aquecimento solar, vem ganhando espaço pelo país inteiro. CONCLUSÃO: Deduz-se que as edificações sustentáveis, além de trazer alternativas de como construir de forma que não degrade o meio ambiente, também auxiliam na comodidade de seus habitantes e na economia de médio a longo prazo, tornando-se assim, um método de construção que pode abranger a maior parte da população.

Publicado
2018-05-23
Como Citar
MARCHI, L., & PINTO, B. (2018). EDIFÍCIOS UNIFAMILIARES E MULTIFAMILIARES ECOLOGICAMENTE SUSTENTÁVEIS. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3196