ADUBAÇÃO FOLIAR COM MICRONUTRIENTES EM CULTURA DE CANA-DE-AÇÚCAR (SACCHARUM OFFICINARUM)

  • Gilson BARBARA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Ivan Carlos Sanches de SOUZA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Elton Augusto dos Santos CARDOSO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Dagmar Aparecida de Marco FERRO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Cana-de-açucar, Micronutrientes, Boro, Zinco, Molibdênio

Resumo

INTRODUÇÃO: A cana-de-açúcar (Saccharum officinarum), possui capacidade de estocar sacarose nos colmos e fatores ambientais como temperatura e umidade são variáveis críticas exigindo na fase inicial de crescimento temperaturas altas e boa umidade. Algumas condições específicas no solo como pH, excesso de umidade ou baixas temperaturas, podem tornar alguns nutrientes inatingíveis para as raízes das plantas. A pratica da adubação foliar vem se desenvolvendo intensamente nos últimos anos em várias culturas de interesse econômico. O uso de micronutrientes, via foliar, tem aumentado em função do maior conhecimento dos macro e micronutrientes presentes no solo, assim como do aumento nos procedimentos de diagnóstico das culturas e seus cultivares. Este processo é facilitado quando as plantas se encontram com seus estômatos abertos estabelecendo-se uma corrente transpiratória, que "arrasta" os nutrientes pulverizados sobre a superfície da folha para o seu interior. Dentre esses micronutrientes estão o Boro, Zinco e Molibdênio. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi avaliar tratamentos de adubação foliar utilizando os micronutrientes Boro, zinco e Molibdênio na cultura de cana-de-açúcar. METODOLOGIA: A metodologia envolveu analises de solo verificando a quantidade de micronutrientes disponíveis e aplicação dos micronutrientes Boro (12 kg/há), Zinco (19 kg/há) e Molibdênio (0,5 kg/há) na área foliar da planta em estágio vegetativo. Após colheita foram realizadas analises: largura das folhas, pigmentação, sistema radicular, estresse hídrico, diâmetro do colmo, verificando a absorção. RESULTADO: Os resultados mostraram-se satisfatórios com o uso de micronutrientes, ureia e complementação com fosforo. Houve um aumento no ATR (Açucares Totais Recuperáveis) de 8 Kg/t em relação às testemunhas. Na produtividade houve um aumento de 13 toneladas por hectare. CONCLUSÃO: Os resultados foram satisfatórios após aplicação dos micronutrientes com aumento da absorção pelas folhas, gerando um alto custo-benefício para a produção melhorando o processo industrial de fabricação de açúcar e etanol com relação aos índices de Brix, Pol e extração de caldo.

Publicado
2018-05-22
Como Citar
BARBARA, G., Sanches de SOUZA, I. C., dos Santos CARDOSO, E. A., & Aparecida de Marco FERRO, D. (2018). ADUBAÇÃO FOLIAR COM MICRONUTRIENTES EM CULTURA DE CANA-DE-AÇÚCAR (SACCHARUM OFFICINARUM). ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3178