EFEITOS DE TRANSMISSÃO BIOLÓGICA DA FEBRE AMARELA NO ORGANISMO HUMANO

  • Jessico FERREIRA
  • Rafael Monteiro NOGUEIRA
  • Fabio Dhonatan Belote EVANGELISTA
  • João Aldo ZANACHI
Palavras-chave: Febre amarela - letalidade, Epizootia

Resumo

INTRODUÇÃO: A febre amarela é uma doença infecciosa não contagiosa que se mantem endêmica ou enzoótica nas florestas tropicais da América e África causando periodicamente surtos isolados ou epidemias de maior ou menor impacto em saúde pública. A letalidade global varia de 5% a 10% mas, entre os casos graves que evoluem para síndromes ictero-hemorrágica e hepatorrenal podem chegar a 50%. Os pacientes mais acometidos são geralmente indivíduos jovens, do sexo masculino, que realizam atividades agropecuárias e de extração de madeira, bem como ecoturistas que embrenham-se nas matas sem vacinação prévia. O vírus da febre amarela foi o primeiro vírus no Brasil transmitido por um artrópode. OBJETIVO: O objetivo geral do presente trabalho foi analisar os meios de transmissão dos mosquitos ao ser humano. METODOLOGIA: O presente trabalho foi desenvolvido por meio de pesquisa de revisão bibliográfica. RESULTADO: Percebe-se portanto, que a transmissão do mosquito ao ser humano pode ser de diversas formas, urbanas, silvestres e rurais, onde as manifestações da febre amarela não dependem do local onde ocorre a transmissão pois, o vírus e a evolução clínica são idênticos, o que difere está relacionado apenas nos transmissores e no local geográfico de aquisição da infecção. CONCLUSÃO: Conclui-se, portanto que os sinais e sintomas decorrentes da contaminação são interpretados depois de os vírus serem inoculados sob a pele dos seres humanos e infectam as células do fígado, rins, coração, pulmões, a mucosa do sistema digestivo e até do cérebro, ainda a pele e os olhos do doente adquirem um tom amarelado próprio da icterícia.

Publicado
2018-05-21
Como Citar
FERREIRA, J., Monteiro NOGUEIRA, R., Dhonatan Belote EVANGELISTA, F., & ZANACHI, J. A. (2018). EFEITOS DE TRANSMISSÃO BIOLÓGICA DA FEBRE AMARELA NO ORGANISMO HUMANO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3111