TREINAMENTO RESISTIDO COM PESO PARA PESSOAS COM LESÕES RAQUIMEDULARES BAIXAS

  • Diego Rafael da Silva ALMEIDA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Maria Magdalena Cândida e Paula CARNEIRO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Lesão raquimedular, Musculação, Paraplegia

Resumo

INTRODUÇÃO: Lesão raquimedular é definida como uma condição adquirida a partir lesão
de vértebras e/ou nervos da coluna vertebral, levando o indivíduo ao quadro paralisia.
Diversas as causas: processo degenerativos, vasculares, neoplasmáticas, infecciosas, ou por
processo traumático derivado de acidente automobilístico, queda e idade. indivíduos com
lesão raquimedular geralmente desenvolvem um grau de dependência pela dificuldade de
adaptação na condução e locomoção em relação à cadeira de rodas, com isso o sedentarismo
pode diminuir sua qualidade de vida de forma física e funcional, a inatividade pode gerar
atrofia e perda de força muscular podendo desenvolver disfunções posturais compensatórias.
OBJETIVO: A partir desse pressuposto surge a preocupação em estudar o assunto e verificar
se a musculação pode influenciar na qualidade de vida de indivíduos paraplégicos.
METODOLOGIA: Propusemos então uma pesquisa na forma de revisão bibliográfica para
verificação da implicação da musculação na qualidade de vida de portadores de lesão
raquimedular. RESULTADO: Sabe-se que a prática de musculação pode ser utilizada durante
o processo de reabilitação, manutenção e melhora da performance de indivíduos com lesão
raquimedular proporcionando ganho de massa e potência muscular, aumento de força e
resistência muscular, melhorando o desempenho de atividades funcionais, reduzindo
dificuldades do sistema musculoesquelético, metabólico e cardiovascular.Na reabilitação ou
manutenção da qualidade de vida do indivíduo lesado medular se faz necessário a atuação de
uma equipe multidisciplinar sendo o educador físico o profissional mais habilitado para
aplicação do treino de musculação o qual poderá implementar na recuperação, manutenção ou
performance atlética do indivíduo com inserção do fortalecimento do grupo muscular ativo.
CONCLUSÃO: De acordo com as pesquisas, conclui-se que a prática da musculação traz
benefícios aos portadores de lesão raquimedular, melhorando o seu condicionamento físico,
força muscular, equilíbrio postural, independência, ganho e melhora da performance atlética.

Publicado
2018-05-21
Como Citar
ALMEIDA, D. R. da S., & CARNEIRO, M. M. C. e P. (2018). TREINAMENTO RESISTIDO COM PESO PARA PESSOAS COM LESÕES RAQUIMEDULARES BAIXAS. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3105