EXERCÍCIOS RESISTIDOS PARA PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2

  • Joelson Elias de OLIVEIRA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Raphael dos Santos FEDERICE Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • João Aldo ZANACHI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Diabetes Mellitus, Exercícios resistidos

Resumo

INTRODUÇÃO: Diabetes é uma patologia encontrada na sociedade, que pode ser resultante
de fatores genéticos ou de estilo de vida inadequado, sendo potencializada pela falta de
atividade física e pelo excesso de consumo de alimentos com alto valor calórico. São mais
comuns dois tipos de diabetes sendo as do tipo 1 e do tipo 2, onde o diabetes mellitus (DM)
tipo 1 é decorrente da ausência da produção de insulina devido a destruição de células
pancreáticas. Seu tratamento é feito com insulina exógena e manifesta-se na infância,
tornando-se evidente e grave na puberdade sendo dependerdes de insulina para sobreviver. O
Diabetes Mellitus do tipo 2 está ligado principalmente ao mecanismo de resistência a ação da
insulina nos tecidos. OBJETIVO: O objetivo geral foi analisar os benefícios do treinamento
resistido para o portador de diabetes mellitus tipo 2 e verificar a importância do treinamento
resistido na diminuição das alterações metabólicas e propor uma sequência de exercícios
resistidos para os pacientes com Diabetes. METODOLOGIA: O presente estudo foi
desenvolvido por meio revisão bibliográfica. RESULTADO: Devendo, portanto, definir o tipo
de treinamento com uso de pesos ou cargas, para a melhoria da qualidade de vida do portador
de Diabetes Mellitus tipo 2. A sequência de exercícios resistidos para esses pode ser definida
de acordo com sua morbidade, condição física, sendo indicado a partir dai carga e intensidade.
CONCLUSÃO: Com a presente pesquisa foi possível concluir que os benefícios do
treinamento resistido para o portador de Diabetes Mellitus tipo 2, são definidos pela prática
constante do treinamento resistido na diminuição das alterações metabólicas que são
promovidos pela prática regular aumentando a captação e o metabolismo da glicose pelo
músculo, assim como, incrementando a síntese e translocação de GLUT-4, transportadores de
glicose no tecido adiposo, músculo esquelético e cardíaco.

Publicado
2018-05-21
Como Citar
OLIVEIRA, J. E. de, FEDERICE, R. dos S., & ZANACHI, J. A. (2018). EXERCÍCIOS RESISTIDOS PARA PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3091