SÍNDROME DA ALIENAÇÃO PARENTAL: TRANSTORNOS MENTAIS INFANTIS E INTERVENÇÃO PSICOLOGICA

  • Letícia de Souza dos SANTOS Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Sandra Márcia de OLIVEIRA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Letícia BUOSI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Thiago Henrique Muniz MORILHA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Alienação parental, Transtornos mentais, Intervenção psicológiaca

Resumo

INTRODUÇÃO: Alienação Parental (AP) refere-se à conduta de um dos genitores, que tenta
afastar e impedir o outro genitor de se relacionar com o filho, através da desmoralização e
manipulação, onde um genitor de forma injustificada transforma o outro em um estranho,
afastando a criança da afetividade. A Síndrome da Alienação Parental (SAP) é um conjunto
de sintomas que pode vir a acometer a criança mediante exposição à AP, geralmente alguns
dos sintomas são: ansiedade, medo, insegurança, depressão, entre outros. OBJETIVO: O
objetivo deste trabalho é apresentar os transtornos mentais infantis advindos da SAP e
evidenciar a intervenção psicológica. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa de revisão
integrativa nas bases de dados Lilacs e Medline.Foi utilizado para o levantamento
bibliográfico as seguintes palavras-chave: Síndrome da Alienação Parental, Transtornos
Mentais Infantis, Intervenção Psicológica. RESULTADO: Nos resultados e discussão
percebeu-se que no Brasil o número de separação litigiosa aumentou nos últimos anos, fato
que contribui para a prática da AP. Muitos jovens estão envolvidos nessa disputa de guarda
entre os genitores, levando-os ao sofrimento e vulnerabilidade com esse abuso psicológico,
possibilitando o aparecimento de transtornos mentais que poderão ocorrer desde a infância até
a vida adulta, tornando essencial a intervenção psicológica. A Lei nº 12.318/10, sobre AP,
contribui com bases especificas para que profissionais da área de Psicologia e Direito possam
atuar sobre tais condutas alienatórias. Todavia, essa questão ainda é muito complexa ao
observar que a psicologia jurídica caminha lentamente, encontrando-se limitada a avaliação
pericial. CONCLUSÃO: Através dos dados e resultados obtidos nessa pesquisa, conclui-se
que crianças e adolescentes acometidos pela SAP podem desenvolver transtornos mentais e
comportamentais no decorrer de seu desenvolvimento, tornando possível a fragilização ou
ruptura dos vínculos afetivos. As dificuldades de estabelecer um diagnóstico precoce eleva o
sofrimento psíquico do jovem, deste modo a intervenção psicológica torna-se fundamental no
processo psicodiagnóstico e psicoterápico.

Publicado
2018-05-21
Como Citar
de Souza dos SANTOS, L., Márcia de OLIVEIRA, S., BUOSI, L., & Muniz MORILHA, T. H. (2018). SÍNDROME DA ALIENAÇÃO PARENTAL: TRANSTORNOS MENTAIS INFANTIS E INTERVENÇÃO PSICOLOGICA. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3064