TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA INCONTINÊNCIA URINÁRIA APÓS A PROSTATECTOMIA RADICAL: UMA REVISÃO LITERÁRIA

  • Silvia Cristina CHAGAS Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Natália Marques PESSOA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Máira Daniéla dos SANTOS Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Incontinência urinária, Prostatectomia, Fisioterapia

Resumo

INTRODUÇÃO: A próstata faz parte do sistema reprodutor masculino, órgão este localizado
na base da bexiga, a qual envolve a uretra, cuja função é produzir o fluído que protege e nutre
os espermatozoides no sêmen. O câncer de próstata acomete homens na terceira idade, sendo
a prostatectomia radical indicada como método cirúrgico que visa a retirada total da próstata,
em que uma das complicações pós cirúrgicas é a incontinência urinária. OBJETIVO: Tem
como objetivo evidenciar os efeitos benéficos da fisioterapia uroginecológica em pacientes
prostatectomizados e incontinentes. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo bibliográfico,
cuja temática é a eficácia do tratamento fisioterapêutico na incontinência urinária após a
prostatectomia radical e para a sua realização foi analisado publicações entre os anos de 2000
a 2017, Lilacs eMedline, Scielo. RESULTADO: Foram avaliados estudos que utilizaram a
fisioterapia em pacientes com incontinência urinária após cirurgia de próstata. A
prostatectomia radical foi a cirurgia em que os pacientes foram submetidos nos estudos e o
tipo de incontinência não foi especificada. O tratamento fisioterapêutico foi variado na
pesquisa. Os mesmos apresentaram resultados positivos sobre a incontinência urinária e os
que obtiveram melhores resultados foram a terapia combinada. CONCLUSÃO: Concluindose
que através de alguns recursos como exercícios para o assoalho pélvico, a
eletroestimulação, o biofeedback e o tratamento comportamental, a fisioterapia
uroginecológica pode ser eficaz em pacientes prostatectomizados e incontinentes, seguindo
um tratamento recomentado para cada paciente em particular.

Publicado
2018-05-17
Como Citar
CHAGAS, S. C., PESSOA, N. M., & SANTOS, M. D. dos. (2018). TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA INCONTINÊNCIA URINÁRIA APÓS A PROSTATECTOMIA RADICAL: UMA REVISÃO LITERÁRIA. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3047