TÉCNICAS NEUROLÓGICAS FACILITADORAS DA RESPIRAÇÃO EM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICOCRÔNICO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Gabriela Pavao CARVALHO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Erica Geromel OLIVEIRA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Ariana Kauana Spinola Santos IAROSSI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Cristian Rodrigues RISSO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Delvaney Bernardes de SOUZA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Fernando de Souza COSTA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Acidente vascular encefálico, Técnicas fisioterapêuticas

Resumo

INTRODUÇÃO: O acidente vascular encefálico (AVE) ocorre devido a suspensão do fluxo
sanguíneo para o cérebro. Pode ser hemorrágico ou isquêmico. O desequilíbrio da
musculatura respiratória, gera alterações nos padrões respiratórios que alteram a mecânica
pulmonar, reduz a potência diafragmática e causa bloqueio inspiratório, o qual prejudica a
função pulmonar. Após a lesão neurológica, a fisioterapia tem um papel de grande
importância na melhora do prognóstico funcional dos pacientes com alterações respiratórias.
OBJETIVO: Identificar por meio da literatura, sequelas respiratórias após um AVE e
demonstrar técnicas fisioterapêuticas facilitadoras da respiração. METODOLOGIA: Essa
pesquisa baseou-se em artigos acadêmicos e livros por meio da pesquisa descritiva
bibliográfica. RESULTADO: O AVE afeta o encéfalo causando comprometimentos motores e
sensoriais, altamente incapacitante, responsável por sequelas motoras, de fala e de deglutição.
A reeducação da função muscular, ocorre em indivíduos com fraqueza muscular e,
treinamento dos músculos abdominais, que podem melhorar a capacidade de tosse. O
treinamento dos músculos respiratórios é mais direcionado ao diafragma e pode ser realizado
através da respiração diafragmática ou treinamento muscular respiratório por acréscimo de
resistências inspiratórias. A fisioterapia tem como objetivo demonstrar as técnicas utilizadas
para facilitar a respiração. Essas técnicas consistem em movimentos do tórax feito de forma
passiva, corrigindo a postura do tórax e das costelas, assistindo o movimento da expiração,
facilitando a respiração do diafragma e melhorando as trocas gasosas. CONCLUSÃO: O
presente estudo constatou que os pacientes com sequelas respiratórias apos AVE apresentam
déficits musculares respiratórios. Esses pacientes necessitam de maior atenção dos
fisioterapeutas, que utilizam-se de recursos para facilitar a respiração, como a reeducação da
função muscular em pacientes com enfermidades neuromusculares. Sendo assim, este estudo
demonstra algumas técnicas utilizadas na fisioterapia.

Publicado
2018-05-18
Como Citar
CARVALHO, G. P., OLIVEIRA, E. G., IAROSSI, A. K. S. S., RISSO, C. R., SOUZA, D. B. de, & COSTA, F. de S. (2018). TÉCNICAS NEUROLÓGICAS FACILITADORAS DA RESPIRAÇÃO EM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICOCRÔNICO: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3015