PROTOCOLO DE REABILITAÇÃO DE LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR PELA TÉCNICA DE DUPLO-FASCÍCULO: ESTUDO DE CASO

  • Gabriéla Cortez BARBOSA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Maicon Douglas RODRIGUES Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Lincoln CARNEIRO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Ligamentoplastia, LCA, Joelho, Reabilitação, Duplo fascículo

Resumo

INTRODUÇÃO: O joelho é a articulação do corpo humano mais suscetível à lesão devido a
sua anatomia e principalmente pela sobrecarga articular durante a práticas esportiva. Estimase
que nos Estados Unidos da América (EUA) a incidência de lesões de Ligamento Cruzado
Anterior (LCA) varia entre 80 e 250 mil indivíduos. No Brasil a estimativa é de 120 mil
indivíduos. A realidade atual tem mostrado um aumento crescente de práticas esportivas,
consequentemente ocasionando lesões de joelho que tem como tratamento métodos cirúrgicos
que posteriormente necessitam de um tratamento adequado para que o paciente desenvolva a
biomecânica do joelho. OBJETIVO: O presente estudo teve como objetivo elaborar um
protocolo de reabilitação pela técnica de duplo-fascículo, considerando os aspectos
anatômicos, biomecânicos, fisiológicos articulares que na somação de seus efeitos permitiu
uma reabilitação adequada às exigências dos protocolos existentes. METODOLOGIA: Foi
aplicado um protocolo piloto em pacientes encaminhados ao Centro de Reabilitação da
FUNEC para tratamento pós ligamentoplastia pela Técnica de duplo-fascículo. Foram
atendidos quatro pacientes do sexo masculino, praticantes de futebol, com idades entre 18 e
38 anos, com padrão predominante antropométrico meso-ectomorfo. O protocolo foi
subdividido em quatro fases: pós-operatório imediato, fase de regeneração-reparação,
reabilitação propriamente dita e condicionamento, perfazendo um tempo de seis meses de
reabilitação. RESULTADO: Os resultados do processo de reabilitação ocorreram dentro do
planejado, permitindo aos indivíduos retornarem a prática de atividade física esportiva em
condições físicos prévias às lesões. CONCLUSÃO: Conclui-se que a proposta do protocolo
de reabilitação atingiu seus objetivos, proporcionando aos indivíduos uma reabilitação
completa na atividade de vida diária e prática esportiva competitiva.

Publicado
2018-05-18
Como Citar
BARBOSA, G. C., RODRIGUES, M. D., & CARNEIRO, L. (2018). PROTOCOLO DE REABILITAÇÃO DE LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR PELA TÉCNICA DE DUPLO-FASCÍCULO: ESTUDO DE CASO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3012