LIGAMENTOPLASTIA DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR PELAS TÉCNICAS DO TERÇO CENTRAL DO TENDÃO PATELAR E DUPLOFASCÍCULO - ESTUDO COMPARATIVOS DOS PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO

  • Jalusa FRIEDRICH Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Lincoln CARNEIRO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Ligamento cruzado anterior, Lesão, Reconstrução, Reabilitação

Resumo

INTRODUÇÃO: O ligamento cruzado anterior é um dos ligamentos intracapsulares
responsável pela estabilidade estática e dinâmica do joelho limitando a translação anterior e a
rotação interna da tíbia sobre o fêmur. Sua lesão apresenta uma incidência de 0,38 casos para
cada 1.000 habitantes. A ruptura deste ligamento, muito comum no meio esportivo, leva a
uma limitação funcional e instabilidade articular podendo evoluir para a instalação de
fenômenos degenerativos da cartilagem intra-articular e lesão meniscal. Vários cirurgiões
ortopédicos propuseram e desenvolveram inúmeras pesquisas sobre diversas técnicas
cirúrgicas para a sua reconstrução e atualmente persistem duas vertentes cirúrgicas, uma que
utiliza a porção central do tendão patelar e a outra que utiliza as porções distais dos tendões
dos músculos: grácil e semitendinoso, denominada duplo-fascículo. Para a reabilitação após
reconstrução do LCA, foram elaborados vários protocolos, porém podemos encontrar
diferenças significantes nos protocolos de reabilitação para as técnicas citadas. OBJETIVO: O
objetivo deste estudo é comparar a evolução do tratamento fisioterapêutico após
ligamentoplastia de cruzado anterior pelas técnicas do duplo-fascículo e tendão patelar,
contrapondo os protocolos de reabilitação de pós-operatórios imediatos e tardios.
METODOLOGIA: A pesquisa trata-se de uma revisão bibliográfica em forma de meta-análise
onde foram coletados artigos publicados no idioma português e inglês, compêndios, livros e
publicações em revistas referentes ao tema proposto. RESULTADO: Os resultados serão
apresentados e analisados em forma descritiva e qualitativa, em formato de gráfico, tabelas e
textos, para melhor explicação dos resultados. CONCLUSÃO: Pode-se concluir que há
diferença no tratamento entre as técnicas cirúrgicas propostas e que a reabilitação utilizando a
técnica do duplo-fascículo é mais longa quando comparada com a do tendão patelar.

Publicado
2018-05-18
Como Citar
FRIEDRICH, J., & CARNEIRO, L. (2018). LIGAMENTOPLASTIA DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR PELAS TÉCNICAS DO TERÇO CENTRAL DO TENDÃO PATELAR E DUPLOFASCÍCULO - ESTUDO COMPARATIVOS DOS PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=3006