A FISIOTERAPIA NO PROGRAMA DE REDUÇÃO DA OBESIDADE INFANTIL – PROI

  • Thais MARTELLI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Adriane Yumi Koga SALGUEIRO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Fabiana Cristina Souza Mendes CAMILO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Sobrepeso, Obesidade infantil, Fisioterapia

Resumo

INTRODUÇÃO: A obesidade infantil é uma doença crônica, que envolve fatores sociais,
comportamentais, ambientais culturais, psicológicos, metabólicos e genéticos. Sua
prevalência vem aumentando, sendo considerado um problema de saúde pública. OBJETIVO:
Investigar e monitorar as características de um grupo de crianças portadoras de sobrepeso e
obesidade, a partir de um acompanhamento semanal, que consiste de avaliação
antropométrica e prescrição de exercícios físicos, tendo como principal meta o controle de
peso definitivo, melhora do bem estar e saúde metabólica. METODOLOGIA: Trata-se de um
trabalho de campo, o qual procede à observação de fatos e fenômenos exatamente como
ocorrem no real, à coleta de dados referentes aos mesmos e, finalmente, à analise e
interpretação desses dados, com base numa fundamentação teórica consistente, objetivando
compreender e explicar o problema pesquisado. O projeto é desenvolvido na Clínica Escola
de Fisioterapia da Estância Turística de Santa Fé do Sul, onde são atendidos os sujeitos
encaminhados a partir de uma avaliação multidisciplinar realizada por uma equipe que presta
serviços ao estado e atende junto ao CLIAS. O grupo do projeto é composto por um total
flutuante de 25 crianças, de ambos os sexos, cuja faixa etária varia de 04 a 14 anos, sendo
todas portadoras de obesidade e sobrepeso, segundo a classificação do Índice de Massa
Corporal. RESULTADO: Por meio das estratégias utilizadas constatou-se a redução de peso
corporal e melhora na postura dessas crianças. CONCLUSÃO: Levando em consideração que
o quadro clínico é extremamente complexo no que diz respeito às suas repercussões nos
diversos sistemas orgânicos conclui-se a importância do trabalho fisioterapêutico na
manutenção desse distúrbio de peso corpóreo.

Publicado
2018-05-15
Como Citar
MARTELLI, T., SALGUEIRO, A. Y. K., & CAMILO, F. C. S. M. (2018). A FISIOTERAPIA NO PROGRAMA DE REDUÇÃO DA OBESIDADE INFANTIL – PROI. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=2981