PREPARO DE CANAIS CURVOS COM SISTEMA PRODESIGN DUO HÍBRIDO EM CINEMÁTICA HÍBRIDA OU ROTATÓRIA: ANÁLISE DO TRANSPORTE E CENTRALIZAÇÃO

  • Tamires Macedo dos SANTOS Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Caroline Regina Rodrigues PINTO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Camila Almeida Nascimento MENDES Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Preparo biomecânico, Micro CT, Reciprocante, Rotação contínua, Prodesign

Resumo

INTRODUÇÃO: As ligas de níquel titânio com tratamento térmico vêm sendo amplamente
empregadas possibilitando preparos mais rápidos mantendo a trajetória original dos canais.
OBJETIVO: Avaliar a centralização e o transporte em canais mesiais de molares inferiores
com curvatura moderada utilizando instrumentos Prodesign Duo Híbrido em cinemática
híbrida ou rotatória. METODOLOGIA: Foram utilizados 20 molares inferiores com curvatura
moderada (10º a 20º). Os canais mesiais foram preparados com sistema Prodesign Duo
Híbrido (#25.01 e #25.08) sendo subdivididos em 2 grupos: G1 o instrumento #25.01 foi
levado ao comprimento de trabalho com o movimento rotatório seguido pela ampliação nos
terços cervicais e médios pelo instrumento #25.08 com movimento rotatório sendo o terço
apical preparado com mesmo instrumento em cinemática reciprocante (n=10). G2: o preparo
foi semelhante ao G1, exceto no terço apical no qual foi realizado preparo com instrumento
#25.08 em movimento rotatório. O refinamento do preparo para ambos os grupos foi realizado
com movimento rotatório em toda extensão do canal radicular. As raízes foram escaneadas
antes e após o preparo em micro-CT e as imagens foram reconstruídas, onde foi mensurada a
espessura dentinária no sentido mésio-distal para os canais mésio-vestibulares e mésiolingual,
sendo calculado o percentual de transporte e centralização por terços radiculares.
RESULTADO: Os resultados foram comparados pelo teste t não pareado com nível de
significância de 5% (p<0.05). Os canais mesiais foram transportados para a distal nos terços
cervical e médio e para a mesial no terço apical. O maior transporte foi observado no terço
cervical (17.08% e 12.63% para G1 e G2, respectivamente), com leve transporte nos terços
médio e apical (G1: 0.74% e 1.29%; G2: 0.44% e 1.22%, respectivamente). O terço médio
mostrou maior centralização após preparo, não havendo diferença significativa entre ambos os
grupos analisados (p>0.05). CONCLUSÃO: Conclui-se que o sistema Prodesign Duo Híbrido
promove leve transporte do canal nos terços médio e apical e mais centralização no terço
médio, independente da cinemática empregada.

Publicado
2018-05-15
Como Citar
SANTOS, T. M. dos, PINTO, C. R. R., & MENDES, C. A. N. (2018). PREPARO DE CANAIS CURVOS COM SISTEMA PRODESIGN DUO HÍBRIDO EM CINEMÁTICA HÍBRIDA OU ROTATÓRIA: ANÁLISE DO TRANSPORTE E CENTRALIZAÇÃO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=2977