METODOLOGIA ATIVA: OS DESAFIOS DO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM NAS NOVAS GERAÇÕES EM ODONTOLOGIA

  • Denner Leopoldino ESPERANCA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Gabriel Lopes PEREIRA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Letícia Freitas de SOUZA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Rafael Massunari MAENOSONO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Geração-Z, Odontologia, Aprendizagem, Metodologia, PBL

Resumo

INTRODUÇÃO: Atualmente a mudança comportamental causada pela transição de gerações
tem sido um dos aspectos mais discutido nos processos de ensino-aprendizagem, inclusive da
odontologia. Hoje os jovens nascidos entre 2000 a 2010, chamados de "geração Z", ao
adentrarem ás universidades tem apresentado certa resistência aos modelos educacionais
tradicionais, tornando-se um desafio para o professor conseguir a participação,
comprometimento e a atenção natural dos alunos dessa geração, o que causa
consequentemente, redução na qualidade da formação desses alunos. OBJETIVO: O presente
trabalho visa discutir uma metodologia que tem resultados promissores em tornar o aluno
mais interessado no conteúdo, retirando o aluno da posição de mero espectador da sua
aprendizagem, tornando-o protagonista e responsável por seu aprendizado e evolução.
METODOLOGIA: Nesta revisão de literatura foram selecionados artigos relacionados a uma
metodologia ativa que pode ser aplicada ao ensino odontológico chamado Problem Based
Learning (PBL) e ainda analisar estudos que comparam o PBL com o modelo educacional
tradicional. RESULTADO: Após analisar uma revisão bibliográfica contendo 10 autores e
uma revisão sistemática, observou-se nos grupos com sistema PBL uma maior eficiência em
comunicação, um melhor relacionamento interpessoal, aumento da capacidade de se trabalhar
em grupo, autocrítica e autoaprendizagem. CONCLUSÃO: Quando comparado ao modelo
tradicional, o PBL não influenciou negativamente a aquisição de conhecimento, além disso,
mostrou um aumento na capacidade do aluno de aplicar o conhecimento em situações
clínicas, contribuindo de maneira muito satisfatória para uma boa formação acadêmica. O
método ainda se mostrou muito eficiente quanto á participação, comprometimento e passou a
gerar um questionamento maior por parte dos alunos submetidos.

Publicado
2018-05-14
Como Citar
ESPERANCA, D. L., PEREIRA, G. L., SOUZA, L. F. de, & MAENOSONO, R. M. (2018). METODOLOGIA ATIVA: OS DESAFIOS DO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM NAS NOVAS GERAÇÕES EM ODONTOLOGIA. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=2959