SELÊNIO E IODO NO TRATAMENTO DO HIPOTIREOIDISMO

  • Jaqueline Brassêro de ANDRADE Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Bruna de Oliveira Alves FERREIRA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Amanda Letícia ANTONIO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Elisandra de Mello DÉO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Iodo, Selênio, Hipotireoidismo, Hormônio

Resumo

INTRODUÇÃO: A tireóide é uma glândula localizada no pescoço, logo abaixo da
proeminência laríngea e acima da traquéia. E a mesma é responsável pela produção de
hormônios, tendo como principais hormônios produzidos o T3 e T4 compostos por iodo. Os
hormônios tireoidianos têm influência em todo organismo controlando e promovendo seu
bom funcionamento. Uma disfunção na tireóide pode ocorrer hipertireoidismo ou
hipotireoidismo, que atinge 90% das mulheres e sua incidência aumenta com a idade. O
hipotireoidismo é uma doença autoimune, onde o sistema imunológico ataca a glândula
tireóide resultando em uma inflamação crônica, causando uma diminuição na produção de
hormônios circulantes da tireóide, desestabilizando o organismo e suas funções. OBJETIVO:
O objetivo deste estudo foi analisar a importância do selênio e do iodo no tratamento do
hipotireoidismo. METODOLOGIA: Para desenvolvimento deste trabalho foram realizados
estudos de artigos científicos, tendo como base dados em livros de dietoterapia.
RESULTADO: Vários estudos demonstram que a ingestão adequada de iodo e selênio são
fundamentais no tratamento do hipotireoidismo, estimulando a produção da tireóide,
aumentando a capacidade de deiodizar T4 em T3 e fortalecendo o sistema imune. Sendo
assim é de suma importância o acompanhamento nutricional com o profissional nutricionista,
devidamente qualificado para manter a ingestão adequada destes nutrientes para uma melhor
qualidade de vida, e sendo fundamental no tratamento do hipotireoidismo. CONCLUSÃO:
Conclui-se, portanto que o iodo e o selênio são essenciais no tratamento do hipotireoidismo,
pois atuam estimulando a produção de hormônios, o que diminui os distúrbios da tireóide,
melhorando assim o funcionamento do organismo e seu metabolismo.

Publicado
2018-05-14
Como Citar
ANDRADE, J. B. de, FERREIRA, B. de O. A., ANTONIO, A. L., & DÉO, E. de M. (2018). SELÊNIO E IODO NO TRATAMENTO DO HIPOTIREOIDISMO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=2949