ANOREXIA E BULIMIA NA ADOLESCÊNCIA

  • Poliana Karine Matos CASTILHO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Amanda Cristina Pereira RODRIGUES Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Caroline TEODORO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Elisandra de Mello DÉO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Anorexia, Bulimia, Transtornos alimentares, Adolescência.

Resumo

INTRODUÇÃO: Os transtornos alimentares são um grupo de doenças caracterizadas por
alterações no comportamento alimentar, causando sérias agressões á saúde. Essas mudanças
nos hábitos alimentares são resultados de fatores psicológicos e socioculturais. Anorexia e
bulimia nervosa são os principais transtornos desenvolvidos na adolescência. OBJETIVO: O
presente estudo tem como principal objetivo demonstrar como a sociedade e o ambiente
familiar são fatores determinantes nos desenvolvimentos desses transtornos.
METODOLOGIA: Foi realizada para esse trabalho uma revisão bibliográfica com busca de
artigos científicos impressos e virtuais sobre bulimia e anorexia na adolescência.
RESULTADO: Estudos mostram que a anorexia e a bulimia são distúrbios da imagem
corporal e temor excessivo de engordar. Porém a pessoa anoréxica faz jejum prolongado,
muitas vezes ingerindo apenas água no dia, pois acredita estar sempre acima do peso,
enquanto a bulimica faz ingestão descontrolada de alimentos, num surto nervoso seguido de
atitudes que visam impedir o ganho de peso como indução ao vômito e uso de laxantes. Os
adolescentes sentem uma pressão vinda muitas vezes do âmbito familiar e principalmente da
sociedade através de meios de comunicação que moldam o corpo perfeito considerado magro,
impondo uma ditadura da beleza. Apesar dos graves problemas de saúde causado por esses
transtornos, os mesmos não aceitam o tratamento com facilidade que visa recuperar o estado
nutricional, feito em conjunto por profissionais médicos, psicólogos e nutricionistas.
CONCLUSÃO: Conclui-se que na busca por aceitação social e se encaixar nos padrões
exigidos, os adolescentes estão mais vulneráveis a esses transtornos pois se encontro numa
fase da vida de fragilidade psicológica, sofrendo um impacto vindo direto da sociedade e
mídia, que enaltece a magreza como padrão de beleza, fazendo assim com que os
adolescentes sintam-se fora do padrão e então procurem métodos rápidos para emagrecimento
sem se importarem com a saúde.

Publicado
2018-05-11
Como Citar
CASTILHO, P. K. M., RODRIGUES, A. C. P., TEODORO, C., & DÉO, E. de M. (2018). ANOREXIA E BULIMIA NA ADOLESCÊNCIA. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=2925