AIDS: OS EFEITOS BENEFÍCIOS DA DIETA HIPERPROTEICA NO TRATAMENTO DOS PORTADORES DO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA

  • Ana Paula da CUNHA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Elisandra de Mello DÉO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: AIS/HIV, Avaliação, Nutricional, Alimentação, Proteica.

Resumo

INTRODUÇÃO: No que se refere a AIDS, esta constitui-se de uma doença ocasionada pelo
vírus HIV e que é considerada grave, infectocontagiosa com vários meios de transmissão e
sem cura, mas que possui tratamento através da terapia antirretroviral. Esta doença pode
causar grandes prejuízos à saúde, tendo como principal característica atacar o sistema
imunológico, ou seja, as células de defesa, em especial os Linfócitos T CD4. OBJETIVO:
Objetivo deste trabalho é apresentar os benefícios da dieta hiperprotéica em pacientes
portadores da AIDS, a fim de proporcionar uma redução na perda de peso e nas demais
complicações ligadas a doença. METODOLOGIA: A metodologia utilizada para o
desenvolvimento deste trabalho pautou-se em pesquisa bibliográfica. Como fonte de consultas
foram eleitos livros e periódicos provenientes da base de dados Scielo sobre a AIDS.
RESULTADO: A doença e seus inúmeros problemas fazem com que o portador de HIV perca
em torno 10% ou até mais do seu peso corporal habitual o que pode contribuir para o quadro
de desnutrição e até a mesmo levar a um processo de caquexia. Estudos demonstram que a
dieta hiperprotéica deve ser introduzida de forma indispensável a partir do momento da
constatação da infecção pelo vírus a intervenção nutricional é essencial em todas as etapas da
doença, melhorando a dieta e incorporando nutrientes primordiais, que auxiliam nas respostas
imunológicas, contribuindo para a proteção do organismo, minimizando os efeitos dos
antirretrovirais. CONCLUSÃO: Conclui-se quea nutrição tem um papel importante no
tratamento da AIDS, em especial a dieta hiperprotéica que tem como finalidade contribuir,
recuperar, restaurar o estado nutricional e atua também como forma de prevenção para evitar
futuras e possíveis perdas de massa magra, garantindo assim uma melhor qualidade de vida e
uma maior sobrevida aos portadores de HIV.

Publicado
2018-05-11
Como Citar
CUNHA, A. P. da, & DÉO, E. de M. (2018). AIDS: OS EFEITOS BENEFÍCIOS DA DIETA HIPERPROTEICA NO TRATAMENTO DOS PORTADORES DO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO UNIFUNEC, 8(8). Recuperado de https://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path[]=2919