INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA NA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA A TERCEIRA IDADE

  • Nayara Cristina da Silva VIANA
  • Thiago Henrique Muniz MORILHA
Palavras-chave: Instituição de Longa Permanência para Idosos, Psicoterapia de Grupo para Idosos, Envelhecimento, Idosos

Resumo

Com o envelhecimento do corpo as necessidades físicas e psicológicas aumentam. Os idosos merecem atenção especial e intervenção psicossocial, pois começam a rever sua história com a sensação de improdutividade diante do núcleo familiar e social, fato este que acarreta no decorrer do processo certa frustração e desesperança. Mediante todos esses sentimentos vivenciados nota-se pouca autonomia o que possivelmente parece levar à acomodação em relação aos seus desejos. Em alguns casos estes idosos possuem como moradia Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), o que gera um distanciamento de seus familiares e dificuldade para administrar seu tempo, seu espaço, suas decisões e relações pelo fato de estarem submetidos a realidade da instituição. O presente estudo tem como objetivo conhecer e constatar as dificuldades emocionais dos indivíduos da terceira idade residentes nas ILPI e propor uma possível intervenção psicológica neste contexto de modo a melhorar a qualidade de vida. Esta é uma pesquisa de revisão integrativa com informações pesquisadas na base de dados LILACS (Sistema Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciência da Saúde).  Os resultados demonstram que o desenvolvimento de intervenção psicológica baseada em grupos e a utilização da internet contribuem para sua convivência e autonomia. O papel do psicólogo dentro da instituição de longa permanência é de extrema importância para bem-estar emocional, cognitivo e social dos idosos institucionalizados.

Publicado
2018-09-20