A ESQUIZOFRENIA E SEU IMPACTO NO ÂMBITO FAMILIAR

  • Carina Alvarez Polo SANCHES
  • José Amâncio da CONCEIÇÃO JUNIOR
  • Daniela PÍCOLO

Resumo

A esquizofrenia é uma doença mental grave que causa desorganização em diversos aspectos da vida do indivíduo como alteração do comportamento e comprometimento da vida afetiva, social e produtiva do paciente. Muitas famílias passam parte do tempo com o paciente esquizofrênico tendo dificuldades no convívio. Sendo assim, pensando no contexto desse convívio social do paciente com sua família é que foi elaborado o presente artigo com objetivo de estudar o tema da esquizofrenia e o impacto do seu diagnóstico no âmbito familiar. Esse tema é de relevância no sentido que uma vez ressaltado os impactos que a esquizofrenia causa na dinâmica e no âmbito familiar, as intervenções das instituições e profissionais que trabalham com essa demanda tornam-se mais diretivas e focadas na aceitação e no convívio com o diagnóstico da esquizofrenia. Para o desenvolvimento do estudo foram analisados resultados obtidos em pesquisa de artigos científicos na língua portuguesa. Para o levantamento de dados foram realizadas pesquisas nas bases de periódicos por meio do LILACS (Sistema Latino Americano e do Caribe de informações em Ciências da Saúde) artigos publicados a partir de 2007 até o ano de 2017, além de livros que abordam o tema da esquizofrenia, doenças psiquiátricas e relações familiares. Os resultados obtidos permitiram concluir que o diagnóstico da esquizofrenia acarreta mudanças na dinâmica intrafamiliar como preconceito familiar, alto ônus financeiro, sobrecarga familiar que afetam seus relacionamentos sociais e atividades de vida diária.

Publicado
2018-09-19