ESQUIZOFRENIA: DIFICULDADES ENCONTRADAS DIANTE DO DIAGNÓSTICO DA ESQUIZOFRENIA

  • Ligieh Carollini Silva de Paula LIMA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Yara Torres da SILVA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Daniela PICOLO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
Palavras-chave: Esquizofrenia, Diagnóstico

Resumo

A esquizofrenia é uma doença mental crônica severa e persistente que pode se desenvolver na adolescência ou no início da vida adulta. É caracterizada por confusões no pensamento, alterações cognitivas, delírios, alucinações, alterações na afetividade, entre outros sintomas que dificultam o julgamento sobre a realidade, criando algo fantasioso na mente no indivíduo acometido pelo diagnóstico. O presente artigo possui o intuito de descrever as dificuldades encontradas diante do diagnóstico da esquizofrenia. Este tema se faz relevante no sentido que o conhecimento das vicissitudes decorrentes do diagnóstico da esquizofrenia pode auxiliar o paciente portador a conviver com suas limitações e dificuldades, ajudar a família que também é afetada em sua dinâmica familiar e colaborar para que ações profissionais sejam mais diretivas e focadas no diagnóstico e tratamento e principalmente na melhora da qualidade de vida do paciente. Para o desenvolvimento deste artigo foi realizada pesquisa integrativa, onde foram analisados resultados obtidos em pesquisas de artigos científicos sobre o tema abordado. Para o levantamento dos dados foi realizada pesquisa nas bases de dados de períodicos da BVS (Biblioteca Virtual de Saúde) acessando-se por meio ao Lilacs (Sistema Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciências e Saúde), artigos a partir de 2005. Os resultados obtidos permitiram concluir que a esquizofrenia acarreta à vida do indivíduo dificuldades como baixa autoestima, isolamento social, limitações afetivas e cognitivas que prejudicam o seu viver e consequentemente a sua qualidade de vida.

Publicado
2018-06-04