QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS PORTADORES DE HIV/AIDS: UMA REVISÃO DE LITERATURA

  • Vitória Glicia dos Santos TEIXEIRA
  • Sabrina Santos FEITOSA
  • Adriana Luiz Sartoreto MAFRA

Resumo

A prevenção e controle do vírus da imunodeficiência humana (HIV) têm sido um grande desafio
para a área da saúde nas últimas três décadas. O objetivo da pesquisa foi avaliar a qualidade de
vida de idosos portadores de HIV/AIDS. Trata-se de uma revisão de literatura na base de dados
LILACS que buscou alcançar um conhecimento profundo acerca desta temática. A infecção
pelo HIV atinge indivíduos em qualquer idade, porém, entre adolescentes e idosos a incidência
vem aumentando nos últimos anos. Além disso, o tratamento traz inúmeros efeitos adversos
capazes de comprometer a qualidade de vida. Segundo a OMS qualidade de vida é: “a percepção
do indivíduo de sua posição na vida, no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele
vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações. Concluímos que
para idosos portadores de HIV, qualidade de vida está relacionada em menor proporção em
alguns estudos com o sigilo, enquanto questões socioeconômicas e preocupação com a saúde
predominam na maioria deles. Tendo em vista que, desde o início da epidemia, uma grande
preocupação sempre foi melhorar a qualidade de vida dos pacientes soropositivos, hoje sabe-se
que o apoio emocional é um pilar fundamental para tal propósito.

Publicado
2017-10-05