O PAPEL DO ENFERMEIRO NO PROCESSO DE READEQUAÇÃO SEXUAL NA ATENÇÃO BÁSICA

  • Tales Bruno da Silva de JESUS
  • Andréia Mura Peres FARINA

Resumo

Introdução: O transexualismo é caracterizado como Transtorno da Identidade de Gênero (TIG)
e pode ser classificado como o sentimento de infelicidade ou depressão quanto ao próprio corpo.
O transexual não consegue aceitar sua estrutura genital biológica, apesar do perfeito
conhecimento de que nasceu com aquela genitália. Os profissionais de saúde apresentam papel
importante no acompanhamento e tratamento do transexual Objetivo: Apresentar a importância
do acolhimento realizado pelo enfermeiro a pessoa transexual na Atenção Básica.
Metodologia: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica realizada realizada no LILACS (Sistema
Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde); SCIELO (Scientific
Eletronic Library Online); e BDENF (Base de Dados da Enfermagem). Resultado e Discussão:
O papel do enfermeiro no processo de readequação sexual é muito importante, pois, é ele que
realiza o acolhimento e caso necessário articula com a rede de cuidadospara que sejam
realizadas as intervenções necessárias para o alcance de um melhor resultado no tratamento.
Conclusão: Conclui-se a relevância do acolhimento realizado pelo enfermeiro a pessoa
transexual, para que o transexualse sinta seguro e acolhido e pode-se iniciar todo o processo de
acompanhamento multiprofissional com psicoterapia, tratamento hormonal e por fim a cirurgia
de readequação sexual.

Publicado
2017-10-05