A ENFERMAGEM NO CONTEXTO DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NA INFÂNCIA: REVISÃO INTEGRATIVA

  • Elena Carla Batista MENDES
  • Joane de Oliveira MOREIRA
  • Naraiane Cristina dos SANTOS
  • Raelli Barros dos SANTOS
  • Thaisa Fernanda Queiroz de SOUZA

Resumo

Crianças são seres indefesos e inocentes que muitas vezes acabam por serem vítimas de maus tratos pelos familiares o que lhes poderá acarretar problemas futuros. Tal situação requer abordagem da equipe interdisciplinar para investigação complexa a respeito da avaliação, diagnóstico e tratamento, sendo que o profissional indicado neste caso é o enfermeiro, pois, desde sua graduação, é preparado para cuidar do indivíduo de forma holística. Este estudo teve como objetivo identificar artigos científicos no contexto da enfermagem relacionada com a violência doméstica na infância, para isso foi realizado uma revisão integrativa. O levantamento de dados do estudo foi realizado nas bases de periódicos da BVS (Biblioteca Virtual de Saúde) acessando-se o LILACS (Sistema Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde), onde dos 82 artigos encontrados, 08 foram selecionados; na SCIELO (Scientific Eletronic Library Online) foram encontrados 12 artigos e 01 foi selecionado e na BDENF (Base de Dados da Enfermagem) foram encontrados 43 artigos e 01foi selecionado, utilizando os seguintes descritores: violência doméstica, criança, enfermagem, violência intrafamiliar, crianças e enfermagem. Após a análise, foi possível identificar que há um aumento referente à preocupação com o bem-estar e saúde das crianças brasileiras. Portanto, ressalta-se a necessidade da capacitação para equipe de saúde, a fim de conscientizar os enfermeiros, profissionais da saúde e acadêmicos de enfermagem e outras profissões da saúde, para melhor identificação e atendimento às vítimas de violência.

Referências

ALGERI, S. et al. Violência intrafamiliar contra a criança no contexto hospitalar e as possibilidades de atuação do enfermeiro. Clinical and Biomedical Reserch, v.27, n.2. 2007. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2015.

BEZERRA, K. P.; MONTEIRO, A. I. Violência intrafamiliar contra a criança: intervenção de enfermeiros da estratégia saúde da família. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, v.13, n.2. 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2015.

BITTAR, D. B. et al. Violência intrafamiliar contra crianças e adolescentes na percepção de mães agressoras. Revista Eletrônica de Enfermagem, v.14, n.4, out./dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 fev. 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Lei Nº 8.069 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília- DF, 1990. Disponível em:< http:// www.planalto.gov.br/civil>. Acesso em: 22 fev. 2015.

CERVO, A. L; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

CUNHA, J. M.; ASSIS, S. G.; PACHECO, S. T. A. A enfermagem e a atenção à criança vítima de violência familiar. Revista Brasileira de Enfermagem, v.58, n.4, jul./ago. 2005. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/reben/v58n4/a16v58n4.pdf >. Acesso em: 23 mar. 2015.

ECHENIQUE, M. et al. Violência. Setembro, 2015. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2015.

GABATZ, R. I. B. et al. O significado de cuidado para crianças vítimas de violência intrafamiliar. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 14, n. 1, p. 135-142, mar., 2010. Disponível: . Acesso em: 23 mar. 2015.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

GOMES, A. V. O. et al. A criança vítima de violência doméstica: limites e desafios para a prática de enfermagem. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental online, Rio de Janeiro, RJ, v. 2, n. 2, abr./jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2015.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5.ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

OLIVEIRA, B. R. G. et al. A violência intrafamiliar contra a criança e ao adolescente: o que nos mostra a literatura nacional. Revista Mineira de Enfermagem, v.12, n.4, out./dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2015.

SALIBA, O. et al. Responsabilidade do profissional da saúde sobre a notificação de casos de violência doméstica. Revista Saúde Pública, v.41, n.3, fev. 2007. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2015.

SARAIVA, R. J. A consulta de enfermagem ao adulto idoso - uma análise compreensiva como contribuição para o ensino. Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 fev. 2015.


SARAIVA, R. J. et al. Qualificação do enfermeiro no cuidado a vítimas de violência doméstica infantil. Ciencia y Enfermeria, Rio de Janeiro, v.18, n.1. 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 fev.2015.

SILVA, P. A. et al. A notificação da violência intrafamiliar contra as crianças e adolescentes na percepção dos profissionais de saúde. Ciência, Cuidado e Saúde, v.8, n.1, jan./mar. 2009. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2015.

ZAMBON, M. P. Violência doméstica contra crianças e adolescentes: um desafio. Revista da Associação Médica Brasileira, v.58, n. 4, 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 fev. 2015.
Publicado
2017-03-16
Seção
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE

Palavras-chave

Criança. Enfermagem. Violência doméstica. Violência intrafamiliar.