CONTRIBUIÇÃO DA FAMÍLIA NO TRATAMENTO DE PACIENTES ESQUIZOFRÊNICOS

  • Marcos Felipe Garcia REZENDE
  • Lorena Grande RODRIGUES
  • Bruna Alves COSTA
  • Elaine Doro Mardegan COSTA

Resumo

INTRODUÇÃO: A esquizofrenia é um transtorno mental crônico, que resulta em complicações no modo de agir do paciente, causando alucinações e delírios. Pode-se desenvolver durante a adolescência ou inicio da vida adulta, não havendo uma causa exata, no entanto pode estar ligado à fatores biológicos e ambientais, tais como: hereditariedade, idade avançada do pai na concepção, depressão durante a gravidez, traumas, uso da maconha, etc. OBJETIVO: Descrever a importância do acompanhamento psicológico e familiar durante o tratamento da esquizofrenia. METODOLOGIA: Por meio do método de pesquisa descritiva bibliográfica. RESULTADO: Foi possível relatar que o papel da família é importantíssimo em todas as fases do processo terapêutico, principalmente no inicio do tratamento no qual o paciente ainda não tem consciência do que esta acontecendo com ele, sendo que para este, as alucinações e os delírios ocorrentes são reais. Dizer ao paciente que tudo não passa de sua imaginação não resolve a situação, ao contrario, isso aumenta sua resistência ao tratamento. O tratamento farmacológico é o principal aliado, porém a medicação só poderá ser prescrita pelo medico psiquiátrico, para agir juntamente com a terapia. Assim os familiares também deverão buscar acompanhamento psicológico, pois, a patologia causa um grande desgaste emocional, principalmente aos indivíduos mais próximos, que na maioria das vezes são os pais. CONCLUSÃO: Portanto, o acompanhamento psicológico poderá contribuir para melhorar a atmosfera familiar, orientando aos cuidadores que a superproteção e a permissividade não são a melhor forma de se resolver as situações problemas, as cobranças deverão ser superadas e os desentendimentos evitados proporcionando um ambiente tranquilo.
Publicado
2017-08-08
Como Citar
REZENDE, Marcos Felipe Garcia et al. CONTRIBUIÇÃO DA FAMÍLIA NO TRATAMENTO DE PACIENTES ESQUIZOFRÊNICOS. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FUNEC, [S.l.], v. 7, n. 7, ago. 2017. ISSN 2318-745X. Disponível em: <http://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path%5B%5D=2686>. Acesso em: 25 set. 2017.