CAPITAL INTELECTUAL COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO NAS ORGANIZAÇÕES

  • Lucas Aparecido Pansani FERREIRA
  • Marcia Andréa Melo BIO
Palavras-chave: Capital intelectual, Diferencial competitivo, Organizações

Resumo

INTRODUÇÃO: Antigamente, as organizações tinham seu patrimônio tangível e contábil. O patrimônio tangível das organizações sofre degradação com o tempo e passa por um processo de depreciação contábil. Por muito tempo, as organizações investiam constantemente em seu valor tangível e passavam a valer cada vez menos, a não ser que reinvestissem novamente. Atualmente, o capital intelectual tem imensa importância dentro das organizações, onde ele se transforma cada vez mais em criatividade e inovação. O capital intelectual tem como fundamento o capital humano, que mostra a importância de pensar nas pessoas. OBJETIVO: Esclarecer de que modo o capital intelectual é importante para agregar valor e ser um diferencial nas organizações. METODOLOGIA: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica, onde se buscou os fundamentos teóricos do assunto estudado, através de livros. RESULTADO: São as pessoas que tomam decisões o tempo todo sobre os ativos tangíveis envolvidos na organização. Dessa forma, o capital intelectual adequado, proporciona decisões mais assertivas e estratégicas, gerando produtos e serviços competitivos e inovadores, novas oportunidades de investimentos e taxas de retorno interessantes sobre os recursos aplicados aos negócios. CONCLUSÃO: O conhecimento, atitude, comportamento e competência das pessoas, são os grandes fatores alavancadores para o desenvolvimento e sustentação da competitividade de uma organização. Assim é possível entender que o capital intelectual tem o poder transformador de alinhar as decisões do dia a dia aos objetivos estratégicos dos negócios, colocando a empresa a frente de seus competidores, com performance superior aos mesmos e proporcionando-a como agente protagonista, portanto, líder em um determinado mercado.
Publicado
2017-08-04