PROCESSO ELETRÔNICO E SUA APLICABILIDADE NA JUSTIÇA DO TRABALHO

  • Camila Conte GONÇALVES
  • Janaina dos Reis GUIMARÃES

Resumo

INTRODUÇÃO: O processo eletrônico representa melhoria para todos os operadores do direito, pois é um sistema capaz de agilizar o trâmite dos processos, aumentando a produção de julgados e tornando a justiça mais célere, dando fim aos processos físicos. A Lei 11.419/2006 foi implantada com o intuito de melhorar a qualidade e eficiência dos serviços prestados pelos Tribunais, transformando os processos em digitais. OBJETIVO: O presente trabalho tem como objetivo discutir a implantação do processo eletrônico, os conceitos, princípios abrangentes, vantagens e desvantagens dos processos da Justiça do Trabalho na sociedade. METODOLOGIA: A metodologia aplicada é análise bibliográfica das leis, jurisprudências, doutrinas e artigos relacionados ao tema. RESULTADO: Resulta-se com o processo eletrônico a melhoria do Judiciário, perante aos atos processuais se tornarem julgados mais rápidos proporcionando a diminuição da morosidade dos atos processuais. Com o avanço da tecnologia e a propagação do computador, o Poder Judiciário percebeu que estava havendo um grande número de processos físicos e que a demora para julgá-los e distribuí-los era muito longa, então notaram a necessidade de instaurar o sistema para agilizar a qualidade e eficiência dos serviços prestados pelos Tribunais. CONCLUSÃO: Conclui-se que com a criação do processo eletrônico houve mais vantagens do que desvantagens e que está será a grande evolução nos Tribunais perante a era digital que se vivência.
Publicado
2017-08-04
Como Citar
GONÇALVES, Camila Conte; GUIMARÃES, Janaina dos Reis. PROCESSO ELETRÔNICO E SUA APLICABILIDADE NA JUSTIÇA DO TRABALHO. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FUNEC, [S.l.], v. 7, n. 7, ago. 2017. ISSN 2318-745X. Disponível em: <http://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path%5B%5D=2628>. Acesso em: 23 set. 2017.