VIVÊNCIA DO LUTO: COMO AGE A VIVÊNCIA DO LUTO NO INDIVIDUO APÓS UM TRAUMA

  • Elaine Doro Mardegan COSTA
  • Larissa Santi Franco PEREIRA
  • Alexandre dos SANTOS
Palavras-chave: Luto, Freud, Klein, Psicanálise, Melancolia

Resumo

INTRODUÇÃO: O luto é caracterizado como uma perda de um elo significativo entre uma pessoa e seu objeto, sendo considerado um fenômeno mental natural e constante no processo de desenvolvimento do individuo. Essa pesquisa Descritiva Bibliográfica procura descrever o conceito do luto a partir das perspectivas psicanalíticas de Sigmund Freud e Melanie Klein. OBJETIVO: A pesquisa tem como objetivo trazer conceitos e tratamentos sobre o luto. Além disso, observar possíveis igualdades e diferenças perante as concepções apresentadas pelos autores citados. METODOLOGIA: Segundo os autores Freud e Klein, luto é uma fase de transição que engloba duas perspectivas, sendo: o sujeito se depara com a perda do objetivo de amor; e, finalmente, com algo que antes era presente em sua vida e por algum motivo não se encontra mais presente. Levando em conta essa situação problema, que envolve as fases de superação e também de transição, que se dá com a substituição do objeto perdido, ou seja, a libido que antes era investida no material ou no objeto deverá ser passada e depositada em um novo objeto. RESULTADO: As formas de tratamento do luto, segundo os autores base, se dão com o acompanhamento psicoterapêutico, podendo ás vezes ser necessário também o uso de medicamentos como: antidepressivos, para o controle da ansiedade entre outros que regulam o déficit de certos neurotransmissores. CONCLUSÃO: Portanto, é preciso que todos que estejam ao redor de um indivíduo que esta passando pelo processo de luto, compreenda, pois é um longo período dividido em diversas etapas.
Publicado
2017-08-02