CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS SOBRE GERENCIAMENTO DE CONFLITOS EM UM HOSPITAL DE MÉDIO PORTE DO INTERIOR DE SÃO PAULO

  • Edzangela de Almeida BEZERRA
  • Nathalia Silva AMARAL
  • ThaÍs Regina LEDESMA
  • Taise Jordão ZANZARINI
Palavras-chave: Gerenciamento de conflitos, Enfermagem

Resumo

INTRODUÇÃO: O enfermeiro deve ser um profissional dotado de qualidades e habilidades específicas para desenvolver liderança sobre a equipe. Diante de todas essas habilidades que o gestor precisa ter para prestar um gerenciamento do cuidado e da equipe, surge a necessidade de gerenciar conflitos. OBJETIVO: Analisar o conhecimento dos enfermeiros de um Hospital de médio porte do interior do estado de São Paulo, sobre gerenciamento de conflitos em Enfermagem. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa de campo exploratória quantitativa e teve como cenário um Hospital de médio porte do interior de São Paulo. Os participantes foram os enfermeiros de ambos os sexos, sem limite de faixa etária que assinaram o termo de aceite em participar da pesquisa e que não estavam de férias ou afastados. RESULTADO: Diante dos dados apresentados em nossa pesquisa, evidenciamos que 62,5% dos enfermeiros não se sentem plenamente preparados para lidar com situações de conflitos, e mesmo assim 68,75% nunca buscaram capacitação na área. Observou-se que o tempo de formação e atuação na enfermagem é prevalente de mais de 10 anos, o que nos mostra ainda que tratamos de profissionais experientes. CONCLUSÃO: Foi observado ao final deste trabalho, é que ainda que os conflitos sejam frequentes, os enfermeiros lidam com estes de maneira empírica e sem fundamentação teórica que os ampare a gerenciar de forma profissional as demandas geradas no ambiente de trabalho, o que pode influenciar negativamente no clima organizacional.
Publicado
2017-08-01