CONHECIMENTO DO IDOSO SOBRE OS INSUMOS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

  • Raquel MARANGON
  • Glaucia FIORILI
  • Quezio José PIRES
  • Silvia Regina dos Santos BENITEZ

Resumo

INTRODUÇÃO: o conhecimento que os idosos têm sobre insumos de prevenção de HIV/AIDS muitas vezes apresenta falha, pois aborda sexualidade na terceira idade sempre foi um desafio para saúde coletiva, que a cada dia mais sente a necessidade de apresentar informações relacionadas à atividade sexual segura. OBJETIVO: Identificar o conhecimento dos idosos acerca dos insumos de prevenção de HIV/AIDS. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa de revisão de literatura. O levantamento de dados foi realizado nas bases de periódicos da BVS (Biblioteca Virtual de Saúde) acessando-se por meio do LILACS (Sistema Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde), onde foram encontrados 320 artigos e 02 foram selecionados; na BDENF (Base de Dados de Enfermagem). RESULTADO: Há certa relutância do uso dos métodos de prevenção pela população por caráter cultural, o que facilita a discriminação do vírus e causa o aumento de novos casos de infecção, principalmente entre mulheres. CONCLUSÃO: Entretanto, os idosos muitas vezes conhecem os insumos e sabe da importância, contudo a forma de utilizar esses métodos passo a passo não é dominada com eficiência por esta faixa etária populacional.
Publicado
2017-08-01
Como Citar
MARANGON, Raquel et al. CONHECIMENTO DO IDOSO SOBRE OS INSUMOS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS. ANAIS DO FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FUNEC, [S.l.], v. 7, n. 7, ago. 2017. ISSN 2318-745X. Disponível em: <http://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=forum&page=article&op=view&path%5B%5D=2496>. Acesso em: 24 set. 2017.