ANÁLISE ESTATÍSTICA DE LAUDOS CLÍNICOS SOBRE SÍFILIS ADQUIRIDA NA REGIÃO DE SANTA FÉ DO SUL - SP

  • Yasmim Luiz PESSOA
  • Dagmar Aparecida de Marco FERRO
Palavras-chave: Contaminação, Treponema, Sífilis

Resumo

INTRODUÇÃO: As doenças sexualmente transmissíveis são consideradas um dos graves problemas de saúde pública e dentre elas encontra-se a sífilis, causada pela bactéria Treponema pallidum, transmitida via sexual (sífilis adquirida), verticalmente (sífilis congênita) pela placenta ou ainda por meio de feridas do indivíduo portador da bactéria. Quando não tratada com medicamentos corretos e de acordo com o estágio de desenvolvimento, pode levar a morte. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi fazer um levantamento relacionado ao número de casos de sífilis no período entre Agosto e Dezembro de 2015, envolvendo homens, mulheres e crianças contaminadas com a bactéria no município de Santa Fé do Sul-SP. METODOLOGIA: O instrumento de coleta de dados foi a análise de resultados dos testes laboratoriais que prestam serviços a rede pública. RESULTADO: Foram analisados 284 testes laboratoriais, sendo 248 pertencentes ao sexo feminino, 31 pertencentes ao sexo masculino e 5 crianças. Deste total foram obtidos 21 testes soropositivos, sendo 18 mulheres (86%) e 3 homens (14%). Não foi detectada a presença do Treponema em crianças. CONCLUSÃO: Até o presente momento, foi possível concluir que a maioria dos infectados são mulheres. Em muitas situações a descoberta da doença acontece através da realização do exame pré-natal obrigatório. Consequentemente o tratamento acaba sendo comprometido devido à gestação e a criança também fica exposta a contaminação através da placenta. A falta de informação, acesso limitado aos cuidados da saúde, baixo nível socioeconômico, não tratamento do parceiro infectado, falta do uso de preservativo, são fatores que influenciam o aumento do número de casos.
Publicado
2017-07-24