Revista Funec Científica – Odontologia é uma publicação semestral, das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul (FISA), mantidas pela Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul (FUNEC). Tem o objetivo de difundir o conhecimento gerado em âmbito acadêmico aos estudantes de graduação, pós-graduação e profissionais da área. Para determinação de um alto padrão científico e aceitação em nível nacional, a revista conta com renomados revisores das diversas áreas da odontologia brasileira e mundial.

Serão aceitas publicações de pesquisas inéditas, revisões de literatura e relatos de casos clínicos, com especial enfoque à educação continuada. Os artigos serão de livre acesso, sempre em formato eletrônico, favorecendo uma maior divulgação e leitura dos mesmos por toda comunidade odontológica.

 

FORMA DE ENVIO

Os manuscritos devem ser submetidos exclusivamente pelo Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas, disponível no endereço: http://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=RFCO

É importante observar que no momento da submissão, o autor precisa anexar o manuscrito (texto) não identificado.

 

NORMAS DE PUBLICAÇÃO

 1 NORMAS GERAIS

A Revista Funec Científica - Odontologia convida autores a publicarem resultados de pesquisas originais, revisões de literatura e relatos de casos clínicos. Os trabalhos devem ser inéditos, não sendo permitida a submissão simultânea à outro periódico, seja este de âmbito nacional ou internacional. A Revista reserva o direito autoral dos trabalhos publicados, permitindo, no entanto, sua posterior reprodução mediante a citação da fonte.

Os trabalhos deverão ser redigidos em português, com uma tradução do título e do resumo (abstract) em inglês. Não serão aceitas traduções realizadas exclusivamente por sites ou aplicativos de tradução, sendo, caso constatado, um critério de exclusão para o manuscrito. O conteúdo dos textos será de exclusiva responsabilidade dos autores, não necessariamente refletindo a opinião do corpo editorial. As datas do recebimento do original e da aceitação do artigo constarão no momento da publicação.

Todos os manuscritos deverão ser submetidos pelo Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas, através do link: http://seer.funecsantafe.edu.br/index.php?journal=RFCO

Os trabalhos serão inicialmente avaliados quanto ao cumprimento das normas exigidas para publicação. Caso estas não sejam obedecidas, os trabalhos serão devolvidos para adequação, previamente à avaliação dos editores e revisores científicos. Na etapa seguinte o comitê editorial selecionará os trabalhos quanto ao mérito científico, e os encaminhará para no mínimo dois revisores científicos ad hoc, de unidades distintas à de origem do trabalho. A partir do parecer fornecido pelos revisores o comitê científico decidirá quanto a aprovação, aprovação com pendências, ou reprovação do artigo recebido. Após a aprovação do mérito científico os artigos serão ainda submetidos à revisão linguística (português e inglês) por profissionais contratados pela FUNEC.

 

2 APRESENTAÇÃO DO MANUSCRITO

Os manuscritos deverão ser apresentados em documento com formato word (doc. ou docx.) com fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento de 1,5, 3cm de margem superior e esquerda e 2cm de margem inferior e direita, com folha de tamanho A4, em texto justificado.

Independente da categoria, todos os trabalhos deverão ser enviados acompanhados de uma Folha de Rosto, contendo a categoria em que se enquadra o trabalho (Pesquisa, Revisão de Literatura ou Relato de Caso Clínico), o título do manuscrito em português e em inglês, o nome completo dos autores, seguido de sua respectiva afiliação institucional e principal titulação com e-mail. Uma cópia em pdf do artigo completo (conforme pretende ser publicado, com as figuras, tabelas, imagens, questionário e etc.) Por fim deverá conter o endereço completo do autor correspondente, o que inclui logradouro, número, bairro, cidade, estado, país, CEP, telefone para contato e e-mail.

Quanto às ilustrações, recomenda-se um número máximo de 20 figuras, no entanto, a decisão final caberá sempre ao comitê editorial. As figuras deverão ser fornecidas em de alta definição (superior a 220 dpi), com tamanho padronizado de 6x9 cm sempre em formato JPEG ou JPG, acompanhadas de sua respectiva legenda em arquivos separados. Não serão aceitas figuras inseridas em arquivos .doc, .docx ou .ppt . Todas as figuras devem ser citadas no corpo do texto.

Tabelas e Gráficos deverão ser inseridos em arquivos a parte em documento de Microsoft Word (doc. ou docx.) ou ainda em Microsoft Excel (xls ou .xlsx), sempre acompanhados do respectivo título e legendas. Todas as tabelas e gráficos devem ser citados no corpo do texto.

TODOS OS MANUSCRITOS SERÃO SUBMETIDOS AO DETECTOR DE PLÁGIO.

 

3 PESQUISAS (LABORATORIAIS E CLÍNICAS)

Os trabalhos de pesquisa deverão conter necessariamente as seguintes seções: Resumo e Abstract; Introdução; Materiais e Métodos; Resultados; Discussão; Conclusão; Agradecimentos (opcional); Referências.

3.1 Resumo e Abstract

O resumo deverá conter no máximo 300 palavras, descrevendo de maneira bastante concisa uma introdução ao assunto, o objetivo do trabalho, a metodologia utilizada, resultados e conclusão, sem no entanto, conter estas palavras como subtítulos. Ao final do resumo deverão ser informados de 3 a 5 descritores em ciências da saúde DeCS (http://www.decs.bvs.br). Devem ser utilizadas letras maiúsculas, separando-se os descritores por ponto final. A versão em inglês (abstract) deverá conter a tradução precisa do resumo, incluindo os descritores utilizados.

3.2 Introdução

A introdução deverá conter informações que justifiquem a importância do assunto da pesquisa ser realizada, sempre baseada em literatura atualizada. Deve-se também trazer informações sobre as atuais dificuldades relacionadas ao tema e a justificativa para a realização da pesquisa.

3.3 Materiais e métodos

Na seção de Materiais e Métodos deverá ser descrito inicialmente o delineamento experimental da pesquisa, contendo informações quanto aos fatores de variação utilizados e seus respectivos níveis, informações sobre as variáveis de resposta e a amostra utilizada. Caso o trabalho seja realizado em seres humanos ou suas partes, ou em animais, o trabalho deverá ser previamente aprovado por um comitê de ética em pesquisa local e o parecer favorável deverá ser submetido juntamente ao manuscrito. Em ensaios clínicos controlados e randomizados que envolvam voluntários humanos os manuscritos deverão ser acompanhados ainda de outros dois documentos:

- checklist do CONSORT (http://www.consort-statement.org)

- número de registro da pesquisa que atende às normativas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Sugestão para obtenção do número: http://www.ensaiosclinicos.gov.br

Ainda na seção de Materiais e Métodos deverão ser expostas informações sobre os produtos utilizados (Produto, Marca Comercial, Cidade, País) e detalhes da metodologia que permitam a reprodução do teste realizado. A análise estatística utilizada também deve constar nesta seção, especificando-se o(s) teste(s) utilizados e o nível de significância adotado.

3.4 Resultados

Nesta seção deverão ser descritos sucintamente os resultados obtidos. A utilização de tabelas e gráficos é recomendada, facilitando a visualização pelo leitor. Os gráficos e tabelas deverão ser inseridos no próprio manuscrito na respectiva sessão. Especial atenção deve ser dada para não considerar valores ou dados como “diferentes” caso a análise estatística não aponte tal diferença.

3.5 Discussão

Nesta seção o autor tem a liberdade de discutir ou justificar a metodologia utilizada e eventuais alterações em uma metodologia já consagrada. Além disso, deve-se discutir os resultados, comparando-os com pesquisas similares já publicadas e lançando hipóteses que expliquem os resultados encontrados.

3.6 Conclusões

Nesta seção deverão ser apresentadas as conclusões da pesquisa, baseadas nos principais questionamentos que a metodologia adotada busca responder. Uma mera repetição dos resultados não será aceita.

3.7 Agradecimentos

Nesta seção opcional o autor poderá agradecer eventuais amparos de outros laboratórios, institutos de pesquisa e/ou empresas que tenham de alguma forma contribuído para a realização da pesquisa.

3.8 Referências

As citações em todo o texto deverão ser acompanhadas de número sobrescrito, em ordem crescente, seguindo a ordem de aparecimento no texto. Preferencialmente, as citações deverão realizadas após uma vírgula ou ponto final. Na seção das referências as normas deverão seguir o padrão VANCOUVER, o qual apresenta-se disponível no site: http://www.nlm.nih.gov/bsd/uniform_requirements.html. Deve conter o sobrenome dos autores, seguido dos nomes abreviados, separando-se entre vírgulas os autores. Em seguida, separado por um ponto final, deverá conter o título do trabalho. Após mais um ponto final, deverá ser citada a revista onde o artigo foi publicado de maneira abreviada, seguido de mais um ponto final. Por fim deve vir o ano da publicação, ponto e vírgula, volume, dois pontos, páginas.

 Exemplos:

  1. Maenosono RM, BimJúnior O, Duarte MA, Palma-Dibb RG, Wang L, Ishikiriama SK. Diode laser irradiation increases microtensile bond strength of dentin. Braz OralRes. 2015;29:1-5.

 

  1. Kuga MC, Faria G, Só MV, Keine KC, Santos AD, Duarte MA, Kopper PM. The impactof the addition of iodoform on the physicochemical properties of an epoxy-basedendodontic sealer. J Appl Oral Sci. 2014 Apr;22(2):125-30.

 

  1. Gomes-Filho JE, Wayama MT, Dornelles RC, Ervolino E, Yamanari GH, Lodi CS,Sivieri-Araújo G, Dezan-Júnior E, Cintra LT. Raloxifene modulates regulators ofosteoclastogenesis and angiogenesis in an oestrogen deficiency periapical lesion model. IntEndod J. 2014 Oct 29.

Deve-se dar preferência às referências clássicas e também às referências atualizadas. Manuscritos com grande número de citações de referências desatualizadas serão questionados pelo comitê editorial.

 

4 REVISÕES DE LITERATURA

Serão aceitas revisões de literatura especialmente direcionadas para educação continuada, fornecendo, por exemplo, fundamentação teórica para a eleição de uma técnica de diagnóstico ou de tratamento em detrimento à outra. Preferencialmente, as revisões de literatura deverão ser realizadas de forma integrativa ou sistemática com meta-análise, permitindo que outros autores possam reproduzir a revisão. Neste caso, os detalhes da estratégia de busca utilizada, bases de dados empregada e data da busca, deverão estar descritas na seção de metodologia.

4.1 Resumo

O resumo deverá conter no máximo 300 palavras, descrevendo de maneira bastante concisa uma introdução ao assunto, o objetivo da revisão, a metodologia de busca utilizada, resultados e conclusão, sem no entanto, conter estas palavras como subtítulos. Ao final do resumo deverão ser informados de 3 a 5 descritores em ciências da saúde DeCS (http://www.decs.bvs.br). A primeira letra de cada descritor deve estar em maiúsculo, separando-se os descritores por ponto final. A versão em inglês (abstract) deverá conter a tradução precisa do resumo, incluindo os descritores utilizados.

4.2 Introdução

A introdução deverá conter informações que justifiquem a importância do assunto da revisão. Deve-se também trazer informações sobre os atuais desafios relacionadas ao tema e a justificativa para a realização da revisão.

4.3 Metodologia

A seção de metodologia deverá conter informações referentes à estratégia de busca utilizada, bem como quais bases de dados foram selecionadas para realização da busca de artigos. Especialmente nas revisões sistematizadas, deverão ser explicitados os critérios de inclusão e exclusão utilizados para a seleção dos artigos, bem como qual metodologia foi utilizada para eventuais meta-análises em casos de revisões sistemáticas.

4.4 Resultados

A seção de resultados deve evidenciar quais artigos foram selecionados, mostrando também dados numéricos dos artigos selecionados.

 4.5 Discussão

Na seção Discussão o autor poderá discutir sobre os critérios de seleção dos artigos, bem como justificar ou lançar hipóteses que expliquem a divergência ou convergência dos resultados obtidos através da revisão. Deve-se dar fundamentação para as conclusões que virão a seguir.

4.6 Conclusão

A seção de Conclusão deverá responder à pergunta principal do trabalho, estando associada aos objetivos da revisão de literatura. Pertence também à conclusão as recomendações clínicas caso a revisão encontre resultados que as sustentem.

4.7 Referências

Não há limites para o número de referências utilizadas no artigo de revisão, no entanto, deverão ser selecionadas referencias clássicas e/ou atualizadas sobre o tema da revisão. As demais recomendações para as referências são semelhante à do item 3.8.

 

5 RELATOS DE CASOS CLÍNICOS

Os relatos de caso clínico, apesar de fornecerem baixo índice de evidência científica, trazem uma grande colaboração para educação continuada, uma vez que estudantes de graduação, pós- graduação e profissionais podem visualizar a aplicação clínica dos fundamentos teóricos discutidos tanto nas pesquisas quanto nas revisões de literatura. Com o objetivo de proporcionar uma experiência mais detalhada sobre os relatos de casos clínicos, a FCO limitará o número de 20 figuras, no entanto, estas deverão ser selecionadas com critério para que informações repetidas ou desnecessárias não atrapalhem a transmissão da mensagem principal do manuscrito. (Ver item 2).

5.1 Resumo

O resumo deverá conter no máximo 300 palavras, descrevendo de maneira bastante concisa uma introdução ao assunto, o objetivo do manuscrito, a descrição do caso clínico, resultados e conclusão, sem no entanto, conter estas palavras como subtítulos. Ao final do resumo deverão ser informados de 3 a 5 descritores em ciências da saúde DeCS (http://www.decs.bvs.br). A primeira letra de cada descritor deve estar em maiúsculo, separando-se os descritores por ponto final. A versão em inglês (abstract) deverá conter a tradução precisa do resumo, incluindo os descritores utilizados.

5.2 Introdução

A introdução de um relato de caso clínico deve estimular a curiosidade do leitor enfatizando tanto a importância do procedimento realizado, quanto os principais desafios envolvidos na execução do caso. Uma literatura pertinente e atualizada deve ser utilizada para fundamentar os princípios teóricos que serão utilizados para a resolução do caso clínico.

5.3 Descrição do caso clínico

A descrição do caso clínico deverá permitir que outros autores reproduzam o procedimento realizado caso as condições do caso apresentem-se semelhantes. Deverão ser informados os materiais utilizados (Produto, Marca, Cidade, País), e uma detalhada descrição da técnica utilizada. Os resultados obtidos pelos procedimentos podem ser incluídos na própria descrição do caso clínico.

5.4 Discussão

A seção de Discussão permite que o autor justifique a utilização de uma técnica ou material em detrimento à outros, com destaque à eventuais alterações de técnicas capazes de determinar um resultado mais satisfatório. Ainda nesta seção podem ser discutidas vantagens e desvantagens de técnicas e materiais utilizados sob a luz de conhecimento científico produzidos por pesquisas clínicas e laboratoriais.

5.5 Conclusão

A seção de Conclusão deverá responder à pergunta principal do trabalho, estando associada aos objetivos do relato de caso clínico. Pertence também à conclusão as recomendações clínicas sustentadas pela experiência obtida após a execução do procedimento clínico.

5.6 Referências

O número de referências não deverá ser superior a 30, e deverão ser selecionadas referencias clássicas e/ou atualizadas sobre o tema da revisão. As demais recomendações para as referências são semelhante à do item 3.8.

 

6 CHECK-LIST

Deverão, portanto, ser enviados os seguintes documentos:

 - Folha de Rosto (item 2) - (Com nome completo dos autores, minicurrículo, e-mail e telefone para contato)

- Manuscrito de acordo com a categoria

- Manuscrito em PDF de como será publicado (com imagens e tabelas)

- Figuras em formato JPEG de alta definição

- Legenda das figuras

- Tabelas e Gráficos