O COORDENADOR PEDAGÓGICO NO CONTEXTO ESCOLAR: FORMAÇÃO, DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL E A PROFISSIONALIZAÇÃO

  • Franc-Lane Carvalho NASCIMENTO Universidade Estadual do Maranhão - UEMA Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão - FACEM
Palavras-chave: Formação inicial, Formação Inicial. Desenvolvimento Profissional. Coordenador Pedagógico., Desenvolvimento profissional, Coordenador Pedagógico

Resumo

Introdução: Discutimos sobre formação inicial/continuada, desenvolvimento profissional e o processo de profissionalização do Coordenador Pedagógico - CP. Problema de pesquisa: Como a formação inicial/continuada e o desenvolvimento profissional estão legitimando a identidade e o processo de profissionalização do Coordenador Pedagógico no contexto escolar? Objetivo: Analisar a formação inicial/continuada e o desenvolvimento profissional do Coordenador Pedagógico em vista da construção da identidade e da profissionalização. Metodologia: Pesquisa qualitativa com 20 Coordenadores Pedagógicos das escolas do Ensino Fundamental, adotamos como instrumentos e técnicas a entrevista semiestruturada e a observação. Fundamentamo-nos em autores como: Franco (2008); Libâneo (2004); Nóvoa (1992); Marcelo García (1999); Nascimento (2015); dentre outros. Resultados: A formação inicial destes pedagogos foi fragmentada, pois o curso de Pedagogia não aprofundou os fundamentos epistemológicos sobre o desenvolvimento profissional do Coordenador Pedagógico. A Formação continuada em nível de especialização lato sensu também não atende as especificidades de seu trabalho. Discussão: O desenvolvimento profissional está sem direcionamento e lhes faltam as teorias necessárias para as suas funções de articulador, formador e transformador, assim, deixam de assumir a verdadeira identidade profissional. Conclusão: Que a formação inicial e o desenvolvimento profissional do Coordenador tenham uma melhor orientação e que as instituições formadoras repensem a atual formação inicial, integrando teoria-prática às atribuições do Coordenador Pedagógico as quais são fundamentais para o desenvolvimento profissional na sociedade do século XXI.

Biografia do Autor

Franc-Lane Carvalho NASCIMENTO, Universidade Estadual do Maranhão - UEMA Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão - FACEM
Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Participante do Grupo de Pesquisa em Didática do Ensino Superior - GEPEDES/CNPQ. Participou de um Estágio do Doutorado em Educação no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa - UL. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí - UFPI, Especialista em Coordenação Pedagógica pela UEMA e Avaliação Educacional pela UFPI, Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA. Professora Adjunto I do Departamento de Educação da UEMA/CESB. Professora da Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão - FACEMA. Trabalha como Coordenadora Pedagógica e Formadora na Secretaria Municipal de Educação de Caxias. Pesquisas concluídas, em andamento, apresentadas e publicadas em eventos nacionais e internacionais. Experiências nas áreas de formação inicial e continuada, profissionalização docente, Pedagogia, saberes docentes, Desenvolvimento Profissional, Autismo e avaliação da aprendizagem.

Referências

ALARCÃO, I. A Formação do professor reflexivo. In: ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma Escola Reflexiva. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

ANDRÉ, M. E. D. de. Etnografia da prática escolar. Campinas, SP: Papirus, 1995.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução CNE/CP n. 5/2005, de 13 de dezembro de 2006. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia. Relatoras: Célia B. A. C. e Petronilha B. G. e S. Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 maio 2011.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP n. 2. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial e Continuada dos Profissionais do Magistério da Educação Básica. Brasília, 2015. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2016.

BRASIL. Plano Nacional da Educação - PNE 2014-2024. Brasília: Câmara dos Deputados, 2014.

CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2009.

FRANCO, M. A. S. Coordenação pedagógica: uma práxis em busca da sua identidade. Revista Múltiplas Leituras, v.1, n.1 p. 137-131, jan. 2008.

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

LIBÂNEO, J. C. O campo do conhecimento pedagógico e a identidade profissional do
Pedagogo. In: ______. Pedagogia e pedagogos para quê?. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

LÜCK, H. Gestão educacional: uma questão paradigmática. Petrópolis: Vozes, 2006. (Série cadernos de gestão v, 1).

MARCELO GARCÍA, C. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

NASCIMENTO, F-L S C do. As dimensões pedagógica, didática, tecnológica e científica na formação e no desenvolvimento profissional dos professores no Brasil e em Portugal. 2015. Tese - PPGEd. UFRN. 2015.

NÓVOA, A. Formação de professores e formação docente. In: NÓVOA, A. (Org.) Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. do S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

PLACCO, V. M. N. de S.; ALMEIDA, L. R. de; SOUZA, V. L. T. de (Org.). O Coordenador Pedagógico e a formação de professores: intenções, tensões e contradições. Fundação Carlos Chagas e Fundação Victor Civita. Estudos & Pesquisas educacionais. São Paulo: Abril, 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2015.

RAMALHO, B. L.; NÚÑEZ, I. B.; GAUTHIER, C. Formar o professor: profissionalizar o ensino. Perspectivas e desafios. 2. ed. Porto Alegre: Sulina, 2004.

SACRISTÁN, J. G. Consciência e ação sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, António (Org.). Profissão professor. Lisboa: Porto editora, 1999.

SCHON, D. Formar Professores como Profissionais Reflexivos. In: NÓVOA, A. (Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações D. Quixote, 1997.

SERPA, D. Coordenador pedagógico vive crise de identidade. Edição especial “Os caminhos da coordenação pedagógica e da formação de professores”. Fundação Victor Civita, Estudos & Pesquisas educacionais, São Paulo: Edição Especial, n. 6. Jun. 2011.

VASCONCELOS, C. dos S. Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. 10. ed. São Paulo: Libertad, 2009.
Publicado
2017-09-25