INTERVENÇÕES PSICOLÓGICAS NO TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO

  • Adelaide Amaral dos Santos PASSIPIERI
  • Alexandre dos SANTOS
  • Lorena Sousa de OLIVEIRA
Palavras-chave: Transtornos do neurodesenvolvimento. Transtorno do espectro do autismo. Intervenção psicológica.

Resumo

O transtorno do espectro do autismo é um transtorno do neurodesenvolvimento que afeta indivíduos independente da raça ou classe social, com alto risco de recorrência e variados níveis de dificuldades de socialização, comunicação e comportamento, além de comorbidades que variam em intensidade, dependendo da severidade da condição. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi relatar o Transtorno do Espectro do Autismo, com enfoque no diagnóstico e intervenção psicológica, através de pesquisa narrativa bibliográfica descritiva. Constatou-se que o transtorno está bem caracterizado, mas apesar dos avanços nas pesquisas, sua etiologia continua indefinida. Podemos concluir que, devido a sua multiplicidade de características, o diagnóstico e intervenção devem ocorrer num contexto multidisciplinar, sendo imprescindível que os profissionais tenham conhecimento das etapas do desenvolvimento infantil, bem como os sinais e sintomas do transtorno. As escalas de diagnósticos podem ser aplicadas a partir de dois anos, o que possibilita o diagnóstico e intervenção precoces, aumentando as possibilidades de aprimoramento de habilidades existentes e desenvolvimento de outras, considerando a neuroplasticidade. Atualmente, os métodos mais utilizados envolvem o treinamento de comportamentos funcionais e aprendizagem de engajamento social, numa intervenção com a participação da família. A atuação do psicólogo no contexto familiar envolve orientação e acolhimento, desde a fase de suspeita, na confirmação do diagnóstico e também no longo processo de intervenção, visando o fortalecimento das relações familiares e na elaboração estratégias de enfrentamento.
Publicado
2017-04-03