INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA NO TRANSTORNO DA PERSONALIDADE BORDERLINE

  • Erika Cristina Munhato da SILVA
  • Janaina dos Santos GARUTTI
  • Rosângela Fátima COSTA
Palavras-chave: Transtorno da personalidade Borderline, Cognitivo-comportamental, Intervenção psicológica, Borderline

Resumo

O Transtorno da Personalidade Borderline engloba grande complexidade sintomática devido ao elevado índice de automutilação, tentativa de suicídio, pela impulsividade e instabilidade acentuada, além de ocasionar grandes prejuízos nas relações interpessoais do indivíduo. Esses sintomas ocorrem de forma intensa, frequente e persistente. Dessa forma, esta pesquisa que é de cunho narrativo bibliográfica descritivo tem como objetivo apresentar o Transtorno da Personalidade Borderline e seu tratamento de acordo com a abordagem cognitivo-comportamental, discorrer sobre o tratamento psicoterápico utilizado pela abordagem cognitivo-comportamental de Aaron Beck, descrever também o processo de intervenção psicológica para o Transtorno da Personalidade Borderline proposto pra Marsha Linehan, e fazer assim uma comparação entre os dois modelos. A abordagem cognitivo-comportamental vem propondo intervenções eficientes nesse contexto, fazendo com que seja importante a pesquisa e conhecimento aprofundado sobre os métodos de tratamento, promovendo aperfeiçoamento e propiciando novos estudos sobre um transtorno de personalidade tão complexo como o Borderline. A partir do estudo feito entre os dois modelos propostos, pode-se concluir que ambos os tratamentos são eficazes para esse transtorno, sendo a Terapia Comportamental Dialética apontada como mais recomendada para pacientes Borderline que apresentam comportamento suicida.
Publicado
2017-04-03