MORTALIDADE POR HEPATITE VIRAL TIPO B NA REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO NO PERÍODO DE 2015

  • Elizandréia Luzia da SILVA
  • Eliza Patricia da SILVA
  • Wéslei Henrique CRIVELLARO
  • Adriana Luiz Sartoreto MAFRA

Resumo

As hepatites virais se constituem em um importante problema de saúde pública no Brasil e no mundo. A prevenção das hepatites virais é um enorme desafio para o sistema de saúde pública dos países e das comunidades médica e científica. Os vírus das hepatites ocasionam importante morbimortalidade no mundo, causando doença hepática aguda e crônica. Apesar de ser uma doença imunoprevinível a hepatite B continua a estar entre as doenças mais incidentes e mais comumente notificadas. A pesquisa tem por objetivo investigar o perfil de mortalidade por hepatite B na região de São José do Rio Preto (SP) no ano de 2015. Trata-se de um estudo descritivo, retrospectivo, que analisou dados obtidos de fonte governamental do Ministério da Saúde – DATASUS e da Organização Mundial da Saúde – OMS. Foram coletadas variáveis sócio-demográficas e outras situações de saúde, sendo utilizada a análise descritiva dos dados. No período pesquisado, a incidência de hepatite B no município de São José do Rio Preto limitou-se em 6 pacientes confirmados, sendo todos eles do sexo masculino na faixa etária de 20 a 39 anos. Não houve casos confirmados do sexo feminino no ano de 2015, em relação a classificação etiológica do vírus da hepatite B. Observa-se assim, a necessidade da intensificação e apelo para a prevenção da doença, trabalho de busca ativa pelos profissionais de saúde e principalmente pela vacinação contra a Hepatite B. Descritores: Hepatite B. Mortalidade. Prevenção.
Publicado
2017-10-06