O PAPEL DO ENFERMEIRO NO PROCESSO DE READEQUAÇÃO SEXUAL NA ATENÇÃO BÁSICA

  • Tales Bruno da Silva de JESUS
  • Andréia Mura Peres FARINA

Resumo

Introdução: O transexualismo é caracterizado como Transtorno da Identidade de Gênero (TIG)e pode ser classificado como o sentimento de infelicidade ou depressão quanto ao próprio corpo.O transexual não consegue aceitar sua estrutura genital biológica, apesar do perfeitoconhecimento de que nasceu com aquela genitália. Os profissionais de saúde apresentam papelimportante no acompanhamento e tratamento do transexual Objetivo: Apresentar a importânciado acolhimento realizado pelo enfermeiro a pessoa transexual na Atenção Básica.Metodologia: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica realizada realizada no LILACS (SistemaLatino Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde); SCIELO (ScientificEletronic Library Online); e BDENF (Base de Dados da Enfermagem). Resultado e Discussão:O papel do enfermeiro no processo de readequação sexual é muito importante, pois, é ele querealiza o acolhimento e caso necessário articula com a rede de cuidadospara que sejamrealizadas as intervenções necessárias para o alcance de um melhor resultado no tratamento.Conclusão: Conclui-se a relevância do acolhimento realizado pelo enfermeiro a pessoatransexual, para que o transexualse sinta seguro e acolhido e pode-se iniciar todo o processo deacompanhamento multiprofissional com psicoterapia, tratamento hormonal e por fim a cirurgiade readequação sexual.
Publicado
2017-10-05